Imprensa livre e independente
22 de abril de 2018, 11h58

Prefeito tucano é preso sob acusação de estupro

Paulo Henrique Barros de Araújo (PSDB), prefeito interino de Bariri, no interior de São Paulo, foi preso sob a acusação de abusar sexualmente de uma menina de oito anos

Foto: Divulgação
Paulo Henrique Barros de Araújo (PSDB), prefeito interino da pequena cidade de Bariri (SP), foi preso neste sábado (21) sob a acusação de violência sexual contra uma menina de oito anos. De acordo com reportagem veiculada pelo SPTV, da Globo, Araújo sequestrou a criança e a levou de carro para uma área isolada e de mata da cidade e, durante este caminho, seu carro teria ficado preso em um buraco. A criança, então, fugiu à pé e pediu socorro. De acordo com a Polícia Militar, o prefeito tucano tentava se esconder na mata quando foi preso. Araújo é presidente da...

Paulo Henrique Barros de Araújo (PSDB), prefeito interino da pequena cidade de Bariri (SP), foi preso neste sábado (21) sob a acusação de violência sexual contra uma menina de oito anos.

De acordo com reportagem veiculada pelo SPTV, da Globo, Araújo sequestrou a criança e a levou de carro para uma área isolada e de mata da cidade e, durante este caminho, seu carro teria ficado preso em um buraco. A criança, então, fugiu à pé e pediu socorro. De acordo com a Polícia Militar, o prefeito tucano tentava se esconder na mata quando foi preso.

Araújo é presidente da Câmara Municipal e assumiu a prefeitura de Bariri no início de 2017, após o afastamento do ex-prefeito e seu vice, que foram barrados pela lei Ficha Limpa. A cidade fica a 300 quilô metros da capital paulista.

O prefeito, até a publicação desta nota, ainda não havia se pronunciado sobre o caso.

 

Veja também:  Daniel Filho chama governo de Jair Bolsonaro de “imbecilidade reinante”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum