Imprensa livre e independente
19 de outubro de 2018, 11h03

Prefeitos do PSDB que apoiam Márcio França estão sendo expulsos ou saindo do partido

O próprio presidente da legenda no Estado, Pedro Tobias, admitiu em entrevista que tem feito expulsões sumárias

O segundo turno das eleições estaduais em São Paulo rachou de vez o PSDB e os prefeitos tucanos que apoiam Márcio França (PSB) – na disputa contra João Dória (PSDB) – estão sendo expulsos do partido ou pedindo desfiliação. O próprio presidente da legenda no Estado, Pedro Tobias, admitiu em entrevista ao Portal Uol que tem feito expulsões sumárias, como ocorreu com o prefeito de Pirassununga, Ademir Lindo, nessa quinta-feira (18). “Mandei aviso informando que ele está expulso – por decisão minha, sumária. É muito grave o que aconteceu”, disse Tobias. Em coletiva, Lindo declarou apoio a França “pelos ataques...

O segundo turno das eleições estaduais em São Paulo rachou de vez o PSDB e os prefeitos tucanos que apoiam Márcio França (PSB) – na disputa contra João Dória (PSDB) – estão sendo expulsos do partido ou pedindo desfiliação.

O próprio presidente da legenda no Estado, Pedro Tobias, admitiu em entrevista ao Portal Uol que tem feito expulsões sumárias, como ocorreu com o prefeito de Pirassununga, Ademir Lindo, nessa quinta-feira (18). “Mandei aviso informando que ele está expulso – por decisão minha, sumária. É muito grave o que aconteceu”, disse Tobias.

Em coletiva, Lindo declarou apoio a França “pelos ataques que fizeram aos meus amigos, como o Geraldo Alckmin, o ex-governador Alberto Goldman e o José Serra. Não aceito isso em política – cuspir no prato que comeu.”

O movimento de deserção da candidatura Doria começou com o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), na semana passada, que anunciou apoio a França com críticas a Doria. Ele responde a processo interno e, segundo Tobias, também deve ser expulso.

Veja também:  Padre dedica missa de Nossa Senhora Auxiliadora, lembrada em situações desastrosas, a Bolsonaro

Esta semana, a campanha de França afirma ter recebido apoio de outros prefeitos tucanos que estão “engrossando uma lista que não para de crescer”. Além dos mandatários de Santos e Pirassununga, são citados os prefeitos de os prefeitos de Lorena (Fábio Marcondes), Queluz (Laurindo Garcez) e Rio Grande da Serra (Gabriel Maranhão).

Fábio Marcondes, em declaração pública, anunciou ao mesmo tempo o apoio a França e a desfiliação do PSDB. “Também preciso expor minha opinião sobre o atual candidato do partido, afinal, estamos em período eleitoral e acredito que o mesmo não representa os ideais do PSDB, e sim, um projeto pessoal do qual não me identifico”, disse o prefeito de Lorena.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Vim anunciar pra vocês minha desfiliação do PSDB. Não é de agora que tenho explanado aqui meu descontentamento com o partido, que até poucos meses administrava o Estado de São Paulo e que durante anos pouco somou aos projetos e investimentos pensados por minha administração para Lorena. Além disso, também preciso expor minha opinião sobre o atual candidato do partido, afinal, estamos em período eleitoral e acredito que o mesmo não representa os ideais do PSDB, e sim, um projeto pessoal do qual não me identifico. Como prefeito e cidadão, tenho preocupação com o futuro do Estado, já que isso interfere diretamente na administração de Lorena, por isso, também quero anunciar meu apoio ao candidato Márcio França nesta disputa ao Governo do Estado. Entre os inúmeros motivos que me levam a essa decisão, durante os seis últimos meses de Márcio França como o novo governador de São Paulo, nossa cidade recebeu importantes investimentos. Sua postura no cargo de governador, seu papel como cidadão e prefeito de São Vicente durante seus oito anos de mandato, e sua postura e projeto político como candidato, se assemelham aos ideais que defendo e acredito. Destaco aqui que, por enquanto, ficarei sem partido e os manterei informados sobre qualquer mudança neste sentido. #transparencia #LorenaSp #Gestao

Uma publicação compartilhada por Fábio Marcondes (@fabiomarcondesoficial) em

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum