Imprensa livre e independente
05 de abril de 2019, 20h46

Presidenta da Apeoesp, Bebel vai ao MP para exigir apuração no caso da escola de Guarulhos

“A Polícia Militar é paga para dar segurança à população e não para ameaçar adolescentes dentro de uma escola pública”, postou Bebel, que também é deputada estadual

Foto: Reprodução
Deputada estadual pelo PT de São Paulo e presidenta do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), Maria Izabel Azevedo Noronha, a Bebel, ingressou com uma representação no Ministério Público (MP) sobre o caso da escola estadual Frederico de Barros Brotero, em Guarulhos, Grande São Paulo. Um policial ameaçou e agrediu alunos dentro da instituição de ensino, o que despertou revolta e indignação dos estudantes. Bebel postou a seguinte mensagem em sua página no Facebook: É inadmissível, despropositada e injustificável a ação da Polícia Militar realizada na noite desta quinta-feira, 4/4, na Escola Estadual Frederico...

Deputada estadual pelo PT de São Paulo e presidenta do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), Maria Izabel Azevedo Noronha, a Bebel, ingressou com uma representação no Ministério Público (MP) sobre o caso da escola estadual Frederico de Barros Brotero, em Guarulhos, Grande São Paulo.

Um policial ameaçou e agrediu alunos dentro da instituição de ensino, o que despertou revolta e indignação dos estudantes.

Bebel postou a seguinte mensagem em sua página no Facebook: É inadmissível, despropositada e injustificável a ação da Polícia Militar realizada na noite desta quinta-feira, 4/4, na Escola Estadual Frederico de Barros Brotero, em Guarulhos.

Policiais armados e visivelmente despreparados invadiram a escola, ameaçando atirar com espingarda de balas de borracha à queima-roupa, durante protesto dos estudantes contra a rigidez do diretor da unidade, que não permite a entrada com atraso, embora sejam trabalhadores e dependam do transporte público para chegarem à escola.

Como Deputada Estadual, mas também como Presidenta da APEOESP, exigirei explicações da Secretaria Estadual da Educação, Secretaria de Segurança Pública e demais órgãos competentes. Ingressei também no Ministério Público com representação para apuração total dos fatos.

Veja também:  Para MP, novo decreto das armas é inconstitucional e favorece milícias

A Polícia Militar é paga para dar segurança à população e não para ameaçar adolescentes dentro de uma escola pública.

Professora Bebel, presidenta da APEOESP, deputada estadual

Isa Penna

A deputada estadual Isa Penna (PSOL), que também está acompanhando o caso, postou em seu Twitter que os alunos que estavam detidos foram liberados.


“Boas notícias! Os estudantes arbitrariamente presos ontem na escola estadual Frederico de Barros Brotero, em Guarulhos, foram liberados!!!! Continuamos acompanhando e exigindo explicações sobre a ação truculenta da PM de @jdoriajr”.

Assistam ao vídeo das agressões da PM aos alunos:

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum

#tags