10 de janeiro de 2019, 18h24

Presidente da Apex nega demissão e abre nova crise no governo Bolsonaro

O desconforto teria sido provocado pelo fato de Ernesto Araújo não ter avisado Bolsonaro de que demitiria Carreiro, embora o chanceler tenha divulgado que a iniciativa havia sido tomada pelo próprio presidente do órgão

Mais uma crise no governo de Jair Bolsonaro. A virtual demissão do presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações (Apex), Alex Carreiro, virou mais um mal-estar para a atual gestão. Carreiro, que teria pedido demissão, segundo anunciou o chanceler Ernesto Araújo via Twitter, na quarta-feira (9), negou o fato e trabalhou normalmente nesta quinta (10), de acordo com informações de Lisandra Paraguassu, da Reuters.

A confusão é tão grande que o substituto de Carreiro já havia até sido escolhido: o embaixador Mauro Vilalba.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

O presidente do órgão cumpriu expediente normal, realizou despachos internos e recebeu autoridades de Estado, segundo informações da própria Apex. Pessoas que estiveram com Carreiro disseram que ele afirmou que só poderia ser demitido por Bolsonaro. Está feito o impasse.

O desconforto no governo teria sido provocado pelo fato de Araújo não ter avisado Bolsonaro de que demitiria Carreiro. O presidente da Apex, que foi assessor do PSL na Câmara, teria sido uma indicação dos filhos de Bolsonaro.

Apreensão

A reação de Carreiro causou apreensão no Itamaraty. Comentou-se até que havia o receio de que o próprio Araújo pudesse perder o cargo por ser o responsável por mais uma trapalhada no governo.

Carreiro vinha demitindo sumariamente antigos funcionários para nomear aliados, sem fazer qualquer transição. Um dos primeiros atos de sua gestão foi a demissão de 17 funcionários – muitos com ampla experiência – sob a alegação de serem petistas.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais