ASSISTA
22 de novembro de 2017, 11h13

Presidente da EBC faz piadas sobre racismo com Tais Araújo

Laerte Rimoli, que trabalhou na coordenação da campanha de Aécio, compartilhou pelo menos três postagens ironizando a fala da atriz

Laerte Rimoli, que trabalhou na coordenação da campanha de Aécio, compartilhou pelo menos três postagens ironizando a fala da atriz

Da Redação

Depois de William Waack ser demitido da Globo por racismo e o secretário de Educação do Rio de Janeiro, César Benjamin, classificar a fala da atriz Tais Araújo de “idiotice”, agora foi a vez do Diretor-Presidente da Empresa Brasileira de Notícias (EBC), Laerte Rimoli, tentar fazer graça com o assunto em sua conta no Facebook.

Tais Araújo disse em palestra gravada no TEDxSãoPaulo, em 12 de agosto e divulgada no último sábado (18) que “no Brasil, a cor do meu filho é o que faz com que as pessoas mudem de calçada, segurem suas bolsas e blindem os seus carros”.

O presidente da EBC compartilhou pelo menos três postagens ironizando a fala da atriz:

A Fórum pediu para que ele comentasse as postagens e até o momento não obteve respostas. Entramos também em contato com a EBC que, até o momento, não respondeu.

Nomeado por medida provisória

Rimoli foi nomeado para presidência da EBC em setembro de 2016, através de uma medida provisória de Temer. Ele substitui o jornalista Ricardo Melo, nomeado por Dilma Rousseff e que havia sido exonerado em maio de 2016, quando Michel Temer assumiu interinamente a Presidência da República durante o processo de impeachment.

Melo conseguiu retornar ao posto por meio de uma liminar do Supremo Tribunal Federal, mas saiu após a decisão provisória ser cassada pelo ministro da corte Dias Toffoli.

O estatuto previa mandato fixo para a diretoria da EBC. A medida provisória de Temer mudou o texto, permitindo que fosse trocada a direção da empresa.

Ele trabalhou também na coordenação da comunicação da campanha de Aécio Neves na eleição de 2014. Anteriormente, o jornalista foi chefe da assessoria de Comunicação Social do Ministério do Esporte e do Turismo durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1 de janeiro/1995 – janeiro/2003).