09 de outubro de 2018, 14h00

“Presidente!”, diz Ciro Gomes ao atender telefonema de Fernando Haddad

Na segunda-feira (8), Roberto Mangabeira Unger, um dos principais conselheiros de Ciro, encontrou-se com Haddad. Apoio do PDT deve ser anunciado nesta quarta-feira (10).

“Presidente!” Foi desta maneira que Ciro Gomes, ex-ministro de Lula, ex-governador do Ceará e terceiro colocado no primeiro turno da disputa presidencial, atendeu ao telefonema de Fernando Haddad (PT), após a confirmação do segundo turno entre o petista e Jair Bolsonaro (PSL). A informação é da coluna de Monica Bérgamo, na Folha de S.Paulo.

Desde o fim da apuração, Ciro já havia demonstrado que estaria ao lado de Haddad no segundo turno das eleições. “Eu quero anunciar por mim, o meu espírito é continuar fazendo o que eu fiz a minha vida inteira: lutar em defesa da democracia e contra o fascismo. Ele não, sem dúvida”, disse na noite de domingo (7), referindo-se ao movimento nacional contra a candidatura do militar da reserva.

Já na segunda-feira (8), o filósofo e ex-ministro Roberto Mangabeira Unger, um dos principais conselheiros de Ciro, encontrou-se com Haddad, em São Paulo. Nesta quarta-feira a cúpula do PDT se reunirá para confirmar o apoio à candidatura petista. Uma das principais bandeiras de Ciro no primeiro turno, a proposta de tirar o nome dos brasileiros da lista de inadimplentes – o SPC – já vem sendo trabalhada pela equipe de Haddad, que rebatizou a proposta como “Dívida Zero”.