Imprensa livre e independente
26 de março de 2018, 20h17

Presidente do PT de São Luís (MA) rejeita filiação de Waldir Maranhão

O deputado federal, ex-vice de Cunha na Câmara, apresentou oficialmente um pedido de filiação ao PT da capital maranhense com o objetivo de concorrer ao Senado. Solicitação será avaliada pelo diretório estadual e Executiva nacional

O deputado federal Waldir Maranhão (Avante-MA) apresentou, nesta segunda-feira (26), um pedido oficial de filiação ao diretório municipal do PT da capital São Luís. Ex-vice presidente da Câmara durante a o mandato de Eduardo Cunha, Maranhão passou a ser pressionado pelo seu ex-partido, o PP, depois que votou contra o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff. Recentemente, trocou o PP pelo Avante, e agora quer se filiar ao PT para concorrer a uma vaga no Senado. O presidente do diretório municipal do PT de São Luís, no entanto, informou que se posicionou contra a filiação do deputado por conta do “evidente...

O deputado federal Waldir Maranhão (Avante-MA) apresentou, nesta segunda-feira (26), um pedido oficial de filiação ao diretório municipal do PT da capital São Luís.

Ex-vice presidente da Câmara durante a o mandato de Eduardo Cunha, Maranhão passou a ser pressionado pelo seu ex-partido, o PP, depois que votou contra o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff. Recentemente, trocou o PP pelo Avante, e agora quer se filiar ao PT para concorrer a uma vaga no Senado.

O presidente do diretório municipal do PT de São Luís, no entanto, informou que se posicionou contra a filiação do deputado por conta do “evidente conflito com os projetos políticos eleitorais em andamento no Maranhão”. O pedido será encaminhado para avaliação do diretório estadual e da Executiva nacional da legenda.

Veja também:  Bolsonaro tenta se fazer de vítima ao apelar por clamor popular, avaliam líderes sobre carta-renúncia

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum