Imprensa livre e independente
05 de setembro de 2018, 09h37

Processo de Lula contra Dallagnol por danos morais é julgado nesta quarta-feira

Na ação de indenização, a defesa de Lula alegou que Dallagnol agiu de maneira abusiva e ilegal ao utilizar o PowerPoint que o retratava como o principal personagem do esquema de corrupção na Petrobras

O powerpoint de Dallagnol. Foto: Reprodução
O recurso de Lula em que ele pede R$ 1 milhão por danos morais a Deltan Dallagnol será julgado nesta quarta-feira (5) pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de SP). A ação foi movida por causa da entrevista coletiva que o procurador deu à imprensa usando um power point para explicar denúncias contra Lula. Na ação de indenização, a defesa de Lula alegou que Dallagnol agiu de maneira abusiva e ilegal em rede nacional, ao utilizar o PowerPoint que o retratava como o principal personagem do esquema de corrupção na Petrobras. Além disso, segundo a ação, a estrutura da apresentação feita pela Força Tarefa foi fielmente copiada...

O recurso de Lula em que ele pede R$ 1 milhão por danos morais a Deltan Dallagnol será julgado nesta quarta-feira (5) pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de SP).

A ação foi movida por causa da entrevista coletiva que o procurador deu à imprensa usando um power point para explicar denúncias contra Lula.

Na ação de indenização, a defesa de Lula alegou que Dallagnol agiu de maneira abusiva e ilegal em rede nacional, ao utilizar o PowerPoint que o retratava como o principal personagem do esquema de corrupção na Petrobras. Além disso, segundo a ação, a estrutura da apresentação feita pela Força Tarefa foi fielmente copiada de um processo que tramitou pela Justiça dos Estados Unidos, tendo o membro local do Ministério Público utilizado da mesma estratégia para postular a condenação do acusado.

“No caso usado como referência (“State of Washington x Edward Michael Glasmann”), a Suprema Corte Estadunidense anulou a decisão condenatória e determinou que o acusado fosse submetido a novo julgamento, justamente pela indevida utilização dos slides, abalando a presunção de inocência do acusado e impedindo que o réu exerça o direito constitucional do “fair trial” (julgamento justo) e do “due process of law” (devido processo legal), diz a defesa na ação.

Veja também:  PT não deverá centrar audiência de Moro no Senado em processo de Lula

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum