Imprensa livre e independente
16 de maio de 2019, 11h24

Processo sobre sítio de Atibaia chega ao TRF-4; defesa de Lula pede absolvição

Lula foi condenado no caso a 12 anos e 11 meses de prisão pela juíza federal substituta Gabriela Hardt, que confessou ter usado como base a sentença do triplex do Guarujá, feita pelo ex-juiz e atual ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, Sergio Moro

Foto: Ricardo Stuckert
O processo sobre o sítio de Atibaia, envolvendo o ex-presidente Lula, chegou na noite desta quarta-feira (15) ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, onde será julgado pelo 8ª Turma. Em fevereiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi condenado na ação pela juíza federal substituta Gabriela Hardt, que confessou ter usado como base a sentença do triplex do Guarujá, feita pelo ex-juiz e atual ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, Sergio Moro. Na última terça-feira (14), a defesa de Lula indicou no processo ainda na primeira instância que irá pedir a absolvição de seu cliente ao TRF-4....

O processo sobre o sítio de Atibaia, envolvendo o ex-presidente Lula, chegou na noite desta quarta-feira (15) ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, onde será julgado pelo 8ª Turma. Em fevereiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi condenado na ação pela juíza federal substituta Gabriela Hardt, que confessou ter usado como base a sentença do triplex do Guarujá, feita pelo ex-juiz e atual ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, Sergio Moro.

Na última terça-feira (14), a defesa de Lula indicou no processo ainda na primeira instância que irá pedir a absolvição de seu cliente ao TRF-4.

“Não se pode e não cabe cogitar de qualquer resolução do feito que não seja a decretação da absolvição do Apelado em relação a todas as imputações lançadas em seu desfavor”, escreveram os advogados. O ex-presidente foi condenado no caso a 12 anos e 11 meses de prisão.

Veja também:  “Não é preciso dizer nada para o Lula, ele ensina soberania”, diz Bresser-Pereira

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum