Imprensa livre e independente
21 de agosto de 2018, 22h07

Procurador eleitoral pede impugnação de candidatura de Lindbergh ao Senado

Procuradoria Regional Eleitoral do Rio de Janeiro pede para que o TRE torne o senador inelegível sob o argumento de que o Tribunal de Contas do Estado reprovou as contas de Lindbergh quando era prefeito de Nova Iguaçu; senador chamou pedido de 'fake news': "Todas as minhas contas foram aprovadas. Existe decisão unânime do STF sobre isso"

Foto: Agência Senado
A Procuradoria Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (PRE/RJ) questionou na Justiça Eleitoral do estado a candidatura de Lindbergh Farias (PT) ao Senado. No pedido de impugnação, o procurador Sidney Madruga argumentou que o senador, que tenta a reeleição, está inelegível pois o Tribunal de Contas do Estado do Rio teria reprovado suas contas de quando era prefeito da cidade de Nova Iguaçu. Com o pedido de impugnação feito, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE/RJ) notificará Lindbergh para que ele apresente sua defesa. Em um vídeo divulgado no Facebook, o senador chamou o pedido de impugnação de...

A Procuradoria Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (PRE/RJ) questionou na Justiça Eleitoral do estado a candidatura de Lindbergh Farias (PT) ao Senado. No pedido de impugnação, o procurador Sidney Madruga argumentou que o senador, que tenta a reeleição, está inelegível pois o Tribunal de Contas do Estado do Rio teria reprovado suas contas de quando era prefeito da cidade de Nova Iguaçu.

Com o pedido de impugnação feito, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE/RJ) notificará Lindbergh para que ele apresente sua defesa.

Em um vídeo divulgado no Facebook, o senador chamou o pedido de impugnação de ‘fake news’ e afirmou que foi feito “com o único intuito de gerar notícia contra a minha campanha”.

“O pedido de impugnação não tem o menor cabimento: quem aprova as contas de uma prefeitura é a Câmara de Vereadores e todas minhas contas foram aprovadas. Existe decisão unânime do STF sobre isso”, afirmou.

Assista.

Veja também:  Paulo Pimenta entra no MP contra realizadores do desfile de crianças para adoção em Cuiabá

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum