Imprensa livre e independente
18 de maio de 2017, 14h39

Procurador preso pela PF defendia “10 Medidas Contra a Corrupção”

Ângelo Goulart Vilela é acusado de cobrar propina para vazar dados de investigações sobre a empresa JBS Por Redação O procurador da República Ângelo Goulart Vilela, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi preso pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (18) em apuração ligada ao senador Aécio Neves (PSDB-MG). De acordo com as primeiras informações, ele é acusado de cobrar propina para vazar dados de investigações sobre a empresa JBS. Em discurso no Congresso Nacional, Vilela defendeu as “10 medidas Contra a Corrupção”, ressaltando a necessidade de aprovar a responsabilização de partidos políticos e a criminalização do Caixa 2. “Tenho certeza que...

Ângelo Goulart Vilela é acusado de cobrar propina para vazar dados de investigações sobre a empresa JBS

Por Redação

O procurador da República Ângelo Goulart Vilela, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi preso pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (18) em apuração ligada ao senador Aécio Neves (PSDB-MG).

De acordo com as primeiras informações, ele é acusado de cobrar propina para vazar dados de investigações sobre a empresa JBS.

Em discurso no Congresso Nacional, Vilela defendeu as “10 medidas Contra a Corrupção”, ressaltando a necessidade de aprovar a responsabilização de partidos políticos e a criminalização do Caixa 2.

“Tenho certeza que essas medidas simples contribuem não só no aprimoramento do combate à corrupção, mas na nossa democracia representativa”, afirmou.

Assista ao vídeo.

Veja também:  Putin critica hegemonia do dólar e afirma que moeda se tornou “instrumento de pressão dos EUA”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum