Imprensa livre e independente
08 de abril de 2018, 09h26

Procuradora faz piada com prisão de Lula e se dá mal nas redes

Ela postou: “Em direção ao IML. Vão fazer teste de alcoolemia?”

A Procuradora da República (Federal Prosecutor), em Petrópolis, Monique Cheker postou em sua conta no Twitter, na noite deste sábado (8), a piada: “Em direção ao IML. Vão fazer teste de alcoolemia?”. Em direção ao IML. Vão fazer teste de alcoolemia? pic.twitter.com/qtBNukScbg — Monique Cheker (@MoniqueCheker) 7 de abril de 2018 A “piada”, que foi postada no momento em que o ex-presidente Lula seguia para o exame de corpo de delito, antes de ir para Curitiba, e pegou muito mal nas redes, com a procuradora recebendo várias críticas. Depende, doutora. Já que esse é seu perfil oficial, poderia explicar o...

A Procuradora da República (Federal Prosecutor), em Petrópolis, Monique Cheker postou em sua conta no Twitter, na noite deste sábado (8), a piada: “Em direção ao IML. Vão fazer teste de alcoolemia?”.

A “piada”, que foi postada no momento em que o ex-presidente Lula seguia para o exame de corpo de delito, antes de ir para Curitiba, e pegou muito mal nas redes, com a procuradora recebendo várias críticas.

Por conta disto, Monique tentou levar a sério a própria piada:

“Diante de alguns comentários quero esclarecer que o teste de ingestão de substâncias entorpecentes, dentre elas a bebida alcoólica, deve ser feito antes do ingresso no cárcere, em especial diante das condições da prisão. Não é ofensa. É lembrete!”

Veja também:  Lava Jato: O mecanismo foi desmontado

A explicação também recebeu inúmeras críticas, o que fez a Procuradora fazer nova postagem, desta vez desdenhando dos seus críticos:

“Nada como postar um Twitter que alienados não irão entender, nem têm instrução para ler a explicação abaixo, para sair bloqueando. De mês em mês é saudável fazer isso.”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum