Imprensa livre e independente
10 de julho de 2018, 07h02

Professor da USP espalha fake news de beijo de Favreto em Lula

A foto existe, mas quem beija o rosto do ex-presidente não é Favreto e sim José Eduardo Dias Toffoli, irmão do ministro do Supremo.

Uma imagem de um beijo no rosto de Lula na posse do ministro Dias Toffoli no Supremo Tribunal Federal (STF) viralizou nas redes como sendo do desembargador Rogério Favreto. Entre outros perfis, a imagem consta no twitter do jornalista da Jovem Pan e professor da ECA-USP, Cláudio Júlio Tognolli. Ele a retuitou. Quem está beijando o canalha #LulaPreso é o PETRALHA Favreto, vulgo desembargador . @lobaoeletrico @MovBrasillivre @claudiotognolli pic.twitter.com/9Z43HJfuRq — Dalmo Chequer Junior (@dalmochequer) 9 de julho de 2018 A foto existe, mas quem beija o rosto do ex-presidente não é Favreto e sim José Eduardo Dias Toffoli, irmão do...

Uma imagem de um beijo no rosto de Lula na posse do ministro Dias Toffoli no Supremo Tribunal Federal (STF) viralizou nas redes como sendo do desembargador Rogério Favreto.

Entre outros perfis, a imagem consta no twitter do jornalista da Jovem Pan e professor da ECA-USP, Cláudio Júlio Tognolli. Ele a retuitou.

A foto existe, mas quem beija o rosto do ex-presidente não é Favreto e sim José Eduardo Dias Toffoli, irmão do ministro do Supremo.

A imagem foi feita durante a posse de Toffoli no STF, em 2009, no momento em que José Eduardo, que é portador da Síndrome de Down, cumprimentou o então presidente da República.

A sua divulgação falsificada busca mostrar a intimidade de Lula com Favreto e expõe o irmão do ministro do Supremo de maneira abjeta.

No domingo (8), Tognolli divulgou o número do celular de Favreto que sofreu ameaças de morte. A atitude foi criticada pelo chefe do Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), Dennis de Oliveira.

Veja também:  Globo se mantém no ataque e Míriam Leitão faz artigo duro contra Bolsonaro: "Não sabe governar"

Em decorrência disso, uma petição pública que pode ser assinada on line, endereçada às comissões de ética da Fenaj e do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, pede apuração do caso e eventual punição ao profissional.

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum