12 de março de 2018, 15h58

Professor do IFSP manda resposta à Fórum pedindo perdão por post racista

O Professor assume que seu post “foi sim, um comentário racista”. Alunos da IFSP pediram a sua demissão

O professor do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), José Guilherme de Almeida, cujo post onde manifesta ódio a pretos e pardos, viralizou nas redes neste fim de semana, enviou nota à Fórum lamentando o ocorrido e diz estar arrependido:

Gostaria de iniciar pedindo perdão a todas e todos ofendidos com meu POST (Horror ao Turismo). Hoje eu venho a público dizer que sim, foi um comentário racista, pois vejo que muitos negros e negras se sentiram atacados. Infelizmente, no momento da postagem, não tive o discernimento ou a dimensão do quanto era lamentável o que escrevia. Aqui, eu assumo meu erro e peço perdão!

Também quero dizer que sei do débito histórico que nós temos com a população negra, por esse motivo eu sou apoiador de diversas políticas públicas de inclusão, como é o caso das cotas raciais.

Por esse motivo, peço desculpas ao IFSP, instituição em que construí uma história de 18 anos como professor, buscando oferecer o melhor de minhas possibilidades.

Mesmo já tendo me retratado, quase que imediatamente, em relação ao POST, me pronuncio mais uma vez com o objetivo de me retratar.

Não quero me justificar, nem me estender. Quero apenas pedir perdão.

Em decorrência da sua postagem, alunos e docentes do Instituto Federal de São Paulo organizaram, nesta segunda-feira (12), um protesto dentro do campus em repúdio às declarações do professor José Guilherme de Almeida, que havia dito que “odeia pretos e pardos falando alto”; comunidade acadêmica em geral pede sua saída


#tags