Imprensa livre e independente
05 de agosto de 2016, 10h58

Professora recebe ameaça de prisão por protestar em estádio; assista ao vídeo

Mulher segurava um cartaz contra o presidente interino Michel Temer quando foi abordada; pessoas que testemunharam o momento gritavam "censura" e "abaixo a ditadura".

Mulher segurava um cartaz contra o presidente interino Michel Temer quando foi abordada; pessoas que testemunharam o momento gritavam “censura” e “abaixo a ditadura” Por Redação Uma professora foi abordada por um policial, identificado como capitão Fabiano, por portar um cartaz contra o presidente interino Michel Temer em um estádio de futebol. “Eu posso lhe prender por desobediência”, ele disse em um vídeo publicado pelos Jornalistas Livres. “Eu já avisei a senhora que é contra a lei. Não vou punir a senhora. Mas, se a senhora levantar o cartaz, já sabe. Já está avisada”, continuou. A lei que regulamenta os Jogos...

Mulher segurava um cartaz contra o presidente interino Michel Temer quando foi abordada; pessoas que testemunharam o momento gritavam “censura” e “abaixo a ditadura”

Por Redação

Uma professora foi abordada por um policial, identificado como capitão Fabiano, por portar um cartaz contra o presidente interino Michel Temer em um estádio de futebol.

“Eu posso lhe prender por desobediência”, ele disse em um vídeo publicado pelos Jornalistas Livres. “Eu já avisei a senhora que é contra a lei. Não vou punir a senhora. Mas, se a senhora levantar o cartaz, já sabe. Já está avisada”, continuou.

A lei que regulamenta os Jogos Olímpicos afirma que não se pode “portar ou ostentar cartazes, bandeiras, símbolos ou outros sinais com mensagens ofensivas, de caráter racista ou xenófobo ou que estimulem outras formas de discriminação”.

A professora argumentou, no entanto, que o tipo de protesto que fazia não se enquadrava nesses aspectos. “A lei veta manifestação política neste tipo de evento”, alegou o policial. As pessoas que presenciaram a cena reclamaram, gritando “censura” e “abaixo a ditadura”.

Assista ao vídeo.

Veja também:  Greve Geral: Dez são detidos em SP durante protesto e levados ao Deic

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum