Imprensa livre e independente
03 de abril de 2017, 16h37

Professores e professoras de Rede Estadual de SP aprovam jornada de lutas rumo à greve geral no dia 28

Categoria também reafirma posição contrária às reformas propostas pelo governo Temer e reivindica reajuste salarial Por Breno Deffanti, colaborador da Rede Fórum Em ato realizado na  avenida Paulista no dia 31 de março, os professores e professoras da rede estadual de ensino de São Paulo aprovaram um calendário de lutas rumo à Greve Geral que está sendo convocada pelas centrais sindicais para o próximo dia 28 de abril. De acordo com o site da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo), a categoria prevê a continuidade da pressão aos deputados federais de São Paulo para que votem...

Categoria também reafirma posição contrária às reformas propostas pelo governo Temer e reivindica reajuste salarial

Por Breno Deffanti, colaborador da Rede Fórum

Em ato realizado na  avenida Paulista no dia 31 de março, os professores e professoras da rede estadual de ensino de São Paulo aprovaram um calendário de lutas rumo à Greve Geral que está sendo convocada pelas centrais sindicais para o próximo dia 28 de abril.

De acordo com o site da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo), a categoria prevê a continuidade da pressão aos deputados federais de São Paulo para que votem contra a reforma da Previdência, com ações nos aeroportos; será também mantida a consulta popular sobre as reformas em curso.

Além disso, professores e professoras da Rede Estadual mantêm a posição contrária às reformas trabalhista, do Ensino Médio e da Previdência e reivindicam reajuste salarial.

Veja também:  Ato pela educação na avenida Paulista já reúne mais de 250 mil pessoas, diz organização

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum