Imprensa livre e independente
29 de outubro de 2018, 15h10

Professores pedem impugnação de deputada bolsonarista que mandou estudantes filmarem aulas “doutrinárias”

Ana Caroline Campagnolo (PSL), após a confirmação do resultado das urnas pediu em publicação nas redes sociais para alunos filmarem e denunciarem "professores doutrinadores".

Um grupo de docentes lançou uma ação no site de assinaturas coletivas Avaaz nesta segunda-feira (29) pedindo a impugnação da deputada estadual eleita por Santa Catarina, Ana Caroline Campagnolo (PSL), que após a confirmação do resultado das urnas pediu em publicação nas redes sociais para alunos filmarem e denunciarem “professores doutrinadores”. Na manhã desta segunda-feira, após repercussão do caso, ela apagou a publicação. “A liberdade de expressão dos professores em sala de aula foi explicitamente atacada na noite de 28/10/2018. Logo após o anúncio da vitória de Jair Bolsonaro, Ana Caroline Campagnolo, eleita Deputada Estadual por Santa Catarina para a...

Um grupo de docentes lançou uma ação no site de assinaturas coletivas Avaaz nesta segunda-feira (29) pedindo a impugnação da deputada estadual eleita por Santa Catarina, Ana Caroline Campagnolo (PSL), que após a confirmação do resultado das urnas pediu em publicação nas redes sociais para alunos filmarem e denunciarem “professores doutrinadores”. Na manhã desta segunda-feira, após repercussão do caso, ela apagou a publicação.

“A liberdade de expressão dos professores em sala de aula foi explicitamente atacada na noite de 28/10/2018. Logo após o anúncio da vitória de Jair Bolsonaro, Ana Caroline Campagnolo, eleita Deputada Estadual por Santa Catarina para a legislatura de 2019, conhecida por sua defesa do Projeto Escola Sem Partido, divulgou em sua redes sociais uma mensagem em tom ameaçador convocando os estudantes em sala a filmarem seus professores a partir de segunda, dia 29/10/2018”, diz a ação.

Até o momento petição conta com mais de 60 mil  assinaturas e faz apelo aos país, professores e estudantes que zelam por uma educação livre e democrática que os ajude, compartilhe e assine a petição, “diante do ocorrido pedimos que você, professor, estudante, pais que se prezam por uma Educação livre e democrática compartilhe e nos ajude a denunciar a tentativa de cerceamento que os professores já estão sofrendo por uma candidata que mesmo sem ter assumido está se valendo de autoritarismo para promover suas ideias de forma leviana e antidemocrática”.

 

Comunicado postado nas redes sociais de Ana Caroline Campagnolo, Deputada estadual

 

Leia petição dos professores por uma educação livre

Veja também:  Bolsonaro e a lógica do “governo sitiado”

Por que isso é importante
A liberdade de expressão dos professores em sala de aula foi explicitamente atacada na noite de 28/10/2018. Logo após o anúncio da vitória de Jair Bolsonaro, Ana Caroline Campagnolo, eleita Deputada Estadual por Santa Catarina para a legislatura de 2019, conhecida por sua defesa do Projeto Escola Sem Partido, divulgou em sua redes sociais uma mensagem em tom ameaçador convocando os estudantes em sala a filmarem seus professores a partir de segunda, dia 29/10/2018, alegando que estes, inconformados com vitória de Jair Bolsonaro farão das salas palco cativo).

Nós, professores, entendemos que a referida Ana Caroline está incitando ódio ao afirmar inverdades, provocando um ambiente escolar insalubre, visto que nas atribuições em sala de aula, os professores sobretudo os da área de Humanas (alvo das críticas da referida) não fazem doutrinação ao ensinarem seus conteúdos, mas os apresentam e promovem debates com a total lisura respeitando o livre pensamento dos alunos e da comunidade educacional em geral.

Diante do ocorrido pedimos que você, professor, estudante, pais que se prezam por uma Educação livre e democrática compartilhe e nos ajude a denunciar a tentativa de cerceamento que os professores já estão sofrendo por uma candidata que mesmo sem ter assumido está se valendo de autoritarismo para promover suas ideias de forma leviana e antidemocrática!

Por uma Educação Livre!

Assine aqui

Veja também:  Hospital Albert Einstein deve explicações à sociedade sobre esquema Bolsonaro-Queiroz

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum