Imprensa livre e independente
28 de março de 2019, 06h00

Projeto quer derrubar decreto que impede expansão de universidades federais

Iniciativa é dos deputados petistas Zeca Dirceu e Reginaldo Lopes; ministro da Educação diz que não pode responder por 11 mil cortes em instituições de ensino superior da União

Fot
Os deputados federais Zeca Dirceu (PT-PR) e Reginaldo Lopes (PT-MG) tentam derrubar decreto do governo Jair Bolsonaro, que, entre outros pontos, extinguiu 11 mil gratificações e funções de confiança em instituições de ensino superior da União. A medida do Ministério da Economia, segundo Zeca, anula qualquer possibilidade de expansão de universidades e institutos federais – em descumprimento ao Plano Nacional de Educação (PNE). Em reunião com o ministro Ricardo Vélez Rodriguez nesta quarta-feira (27), na Câmara, o deputado do PT questionou sua posição sobre os cortes. “Não passou pela minha mão. Não posso responder por isso”, disse o responsável pela...

Os deputados federais Zeca Dirceu (PT-PR) e Reginaldo Lopes (PT-MG) tentam derrubar decreto do governo Jair Bolsonaro, que, entre outros pontos, extinguiu 11 mil gratificações e funções de confiança em instituições de ensino superior da União.

A medida do Ministério da Economia, segundo Zeca, anula qualquer possibilidade de expansão de universidades e institutos federais – em descumprimento ao Plano Nacional de Educação (PNE).

Em reunião com o ministro Ricardo Vélez Rodriguez nesta quarta-feira (27), na Câmara, o deputado do PT questionou sua posição sobre os cortes.

“Não passou pela minha mão. Não posso responder por isso”, disse o responsável pela Educação no Brasil.

“O ministro desconhecer é ruim, mas não ter opinião? Não se opor a isso? É uma prova de que temos um ministro que não defende a Educação”, avaliou Zeca Dirceu ao final do encontro.

O Projeto de Decreto Legislativo dos parlamentares petistas foi encaminhado à Comissão de Trabalho da Câmara.

“Estranhamente. Vamos tentar acordo com líderes para levar ao plenário”, adiantou o petista do Paraná.

Veja também:  Chico Buarque é o vencedor do Prêmio Camões, o mais importante da língua portuguesa

O decreto que Zeca e Reginaldo tentam derrubar extinguiu, na estrutura da União, 159 cargos comissionados e 20.841 funções de confiança e gratificações. O maior corte foi na Educação – 13.916 postos.

 

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum