Imprensa livre e independente
16 de abril de 2019, 16h06

Proselitismo e desfaçatez: líder do PSL leva flores a parlamentares em sessão com Damares

"Factoide", reclamou a deputada Fernanda Melchionna, que recusou o "agrado" oferecido por Delegado Waldir

Deputada Fernanda recusa flor oferecida por Delegado Waldir em sessão de comissão parlamentar com a ministra Damares Alves: "Lutamos por respeito" - Foto: Vinicius Lousada
O mesmo deputado acusado de portar arma de fogo em reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) interrompeu a explanação da ministra Damares Alves para distribuir flores às mulheres presentes no auditório onde ocorre reunião da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, nesta terça-feira (16). Líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO) foi recebido com palmas por apoiadores do governo Jair Bolsonaro, mas teve a hipocrisia desmascarada pela deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL-RS), que, educadamente, recusou o “agrado”. Assista ao vídeo Na semana do 8 de Março, a ministra Damares (da Mulher, da Família e dos Direitos...

O mesmo deputado acusado de portar arma de fogo em reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) interrompeu a explanação da ministra Damares Alves para distribuir flores às mulheres presentes no auditório onde ocorre reunião da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, nesta terça-feira (16).

Líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO) foi recebido com palmas por apoiadores do governo Jair Bolsonaro, mas teve a hipocrisia desmascarada pela deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL-RS), que, educadamente, recusou o “agrado”. Assista ao vídeo

Na semana do 8 de Março, a ministra Damares (da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) disse que os meninos seriam ensinados a entregar flores para as meninas – gesto que, para grupos feministas, reforça o machismo e os padrões de gênero.

“Na verdade, a gente está lutando por respeito, e não para receber flores ainda mais de um deputado da tropa de choque do governo Bolsonaro, que lamentavelmente reforça o machismo. Nós queremos políticas públicas para proteção das mulheres e não factoide para se mostrar solidário”, disse Fernanda à Fórum.

Veja também:  Jean Paul: "estamos tendo uma belíssima aula magna em todo país"

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum