Imprensa livre e independente
04 de janeiro de 2018, 07h41

PT planeja protestos permanentes em caso de condenação de Lula

Segundo a colunista Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo, dirigentes do partido acreditam que uma eventual prisão do ex-presidente por cortes superiores será encarada como “declaração de guerra”, embora creiam que o líder petista não seria mantido preso.

Segundo a colunista Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo, dirigentes do partido acreditam que uma eventual prisão do ex-presidente por cortes superiores será encarada como “declaração de guerra”, embora creiam que o líder petista não seria mantido preso. Da Redação* Na provável condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), no próximo dia 24, os comitês de mobilização que o PT criou nos estados farão protestos permanentes em defesa de Lula e da democracia. De acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, dirigentes do partido acreditam que uma eventual prisão...

Segundo a colunista Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo, dirigentes do partido acreditam que uma eventual prisão do ex-presidente por cortes superiores será encarada como “declaração de guerra”, embora creiam que o líder petista não seria mantido preso.

Da Redação*

Na provável condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), no próximo dia 24, os comitês de mobilização que o PT criou nos estados farão protestos permanentes em defesa de Lula e da democracia. De acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, dirigentes do partido acreditam que uma eventual prisão de Lula por cortes superiores será encarada como “declaração de guerra”, embora creiam que o líder petista não seria mantido preso.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

O PT já confirmou que Lula será registrado candidato a presidente nas próximas eleições, independentemente da decisão do TRF-4. O ex-presidente tocaria a campanha até onde conseguisse e se for confirmado seu afastamento pela corte eleitoral, em setembro, indicaria um candidato na última hora.

Veja também:  GloboNews vai transmitir programa com “segunda-dama do Brasil” Paula Mourão

Segundo o Datafolha, 29% dizem que votariam “com certeza” num nome apoiado pelo ex-presidente. Outros 21% talvez votassem neste candidato.

*Com informações da coluna da Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo

Foto: Fotos Públicas

 

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum