05 de fevereiro de 2019, 16h34

Público nas salas de cinema do Brasil cai pelo segundo ano consecutivo

De acordo com relatório da Ancine, além da perda de público, o ano também registrou queda na renda das bilheterias

De acordo com relatório da Agência Nacional de Cinema (Ancine), pelo segundo ano consecutivo, o Brasil registra uma queda no público frequentador das salas de cinema. Em 2018, 161 milhões de tíquetes de entrada nos cinemas foram comercializados. O número é 12,6% inferior ao de 2017, ano em que foi registrado um público geral de 181,2 milhões de ingressos/espectadores. Os dados fazem parte do Fórum Anual Preliminar e reforçam um movimento de queda que vem acontecendo desde 2017, que já apresentou um público geral inferior a 2016. Além da perda de público, o ano também registrou queda na renda das...

De acordo com relatório da Agência Nacional de Cinema (Ancine), pelo segundo ano consecutivo, o Brasil registra uma queda no público frequentador das salas de cinema. Em 2018, 161 milhões de tíquetes de entrada nos cinemas foram comercializados. O número é 12,6% inferior ao de 2017, ano em que foi registrado um público geral de 181,2 milhões de ingressos/espectadores.

Os dados fazem parte do Fórum Anual Preliminar e reforçam um movimento de queda que vem acontecendo desde 2017, que já apresentou um público geral inferior a 2016.

Além da perda de público, o ano também registrou queda na renda das bilheterias. Enquanto em 2017, a renda total gerada pelo cinema alcançou o valor de R$ 2,717 milhões, em 2018 o montante caiu 11,6%, diminuindo para 2,435 milhões.

O Cinema nacional cresceu

O cinema nacional, no entanto, registrou aumento da bilheteria. Em 2018, as produções nacionais levaram 23,2 milhões de pessoas às salas de cinema, número 25,3% maior do que a bilheteria dos filmes nacionais de 2017. Segundo a Ancine, a razão da alta é o longa-metragem Nada a Perder, cinebiografia do empresário Edir Macedo.

A renda obtida com a bilheteria dos filmes nacionais foi 14,8% superior a de 2017, atingindo R$ 282,7 milhões. Em termos de participação de mercado, a fatia dos filmes nacionais no total de obras exibidas nas salas de cinema em 2018 foi de 14,4%, superior a fatia de 9%, registrada em 2017.

Com informações do Meio & Mensagem