07 de setembro de 2018, 13h25

Quando apontado como candidato de Lula, Haddad assume segundo lugar, diz XP/Ipespe

Haddad atinge 14% das intenções de votos quando identificado como o candidato apoiado por Lula

Foto: Ricardo Stuckert

Pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta sexta-feira (7) mostra o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) atingindo 14% das intenções de votos quando identificado como o candidato apoiado por Lula. A transferência de votos do ex-presidente ao seu vice é de 35%, suficiente para alcançar a segunda posição da disputa, a 6 pontos percentuais do líder Bolsonaro, e em empate técnico no limite da margem de erro com Ciro Gomes, que aparece com 10% nesta simulação alternativa.

O levantamento com Haddad tendo apoio de Lula. Foto: XP/Ipespe

O levantamento foi a campo após cinco dias de campanha no rádio e na televisão. O deputado Jair Bolsonaro (PSL) mantém a liderança da corrida presidencial com 23% das intenções de voto, mesmo patamar registrado no levantamento anterior, mas a sua rejeição subiu a 62%.

Apesar de deter cerca de 40% do horário de propaganda eleitoral no rádio e na televisão, Alckmin aparece com apenas 8% das intenções de votos. Para alguns analistas políticos, Alckmin agora também deverá enfrentar dificuldades para reconquistar apoio de antigos eleitores tucanos que hoje declaram apoio a Bolsonaro, após ataque sofrido pelo parlamentar ontem, em Juiz de Fora (MG). O parlamentar é o principal herdeiro do desencanto de eleitores antilulistas com o PSDB.

Leia o levantamento completo no InfoMoney