Imprensa livre e independente
21 de julho de 2016, 19h04

Que horas ela volta? Anna Muylaert prepara documentário sobre afastamento de Dilma

A diretora do aclamado filme que tem Regina Casé como protagonista está acompanhando a presidenta afastada para registrar, em uma obra cinematográfica, seus dias longe do Palácio do Planalto Por Redação* Declaradamente opositora ao projeto de impeachment da presidenta Dilma Rousseff que tramita no Congresso, a cineasta Anna Muylaert está preparando um documentário sobre a vida da petista neste período em que esteve afastada do Palácio do Planalto até a votação final do impeachment no Senado. Muylaert, que dirigiu o aclamado filme “Que horas ela volta”, retratando a vida de uma empregada doméstica, está acompanhando Dilma no Palácio da Alvorada...

A diretora do aclamado filme que tem Regina Casé como protagonista está acompanhando a presidenta afastada para registrar, em uma obra cinematográfica, seus dias longe do Palácio do Planalto

Por Redação*

Declaradamente opositora ao projeto de impeachment da presidenta Dilma Rousseff que tramita no Congresso, a cineasta Anna Muylaert está preparando um documentário sobre a vida da petista neste período em que esteve afastada do Palácio do Planalto até a votação final do impeachment no Senado.

Muylaert, que dirigiu o aclamado filme “Que horas ela volta”, retratando a vida de uma empregada doméstica, está acompanhando Dilma no Palácio da Alvorada e também em suas viagens com o intuito de registrar os bastidores da vida da presidenta neste período.

Ainda não há previsão de lançamento do filme e o projeto sequer foi confirmado pela cineasta, mas parlamentares e políticos  próximos à Dilma já teriam até mesmo apelidado o documentário de “Será que ela volta?”.

*Com informações da Folha de S. Paulo

 

 

Veja também:  Impeachment é coisa da velha direita: vamos fortalecer as mobilizações para derrotar o governo e seu programa

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum