Blog do Mouzar

11 de junho de 2011, 12h29

Recanto das Abobrinhas XVI

Desaforismos

 

(aforismos meio desaforados)

 Libertino é aquele que faz tudo aquilo que a gente quer fazer mas não tem coragem.

• • •

Mió que uma muié, só duas muié. Mió que duas muié, só um caminhão de muié.

(Anônimo – zona rural de Nova Resende).

• • •

Há governantes que se inspiram nos “déspotas esclarecidos”… só que mal-esclarecidos.

 

Kai-kais

(desaforismos imitando haicais)

 

A Mantiqueira

Será um lugar que

A amante queira?

• • •

Tenho dito!

Diz o erudito

Pai do Benedito.

• • •

Assanhado, o ecologista

Toma um gim

E se diz ginecologista

• • •

Tragédia portuguesa:

Merece um fado

Com certeza!

 

Preguntas

(perguntas perfurantes)

Fez sexo com uma bezerra. Além de zoófilo, é pedófilo?

• • •

Quando alguém abre a alma, o que encontra dentro dela?

Sempre tem gente pagando o mico, mas o mico recebe o pagamento?

• • •

Sempre tem gente pagando o mico, mas o mico recebe o pagamento?

 

Pós-conceitos

(conceitos que você não vai encontrar em nenhum dicionário)

Waterloo – cata-cavaco em inglês. É a posição em que Napoleão perdeu a guerra.

• • •

Inzoneiro – homem de bem, certinho, que não freqüenta zona de prostituição.

• • •

Saxão – tocador de sax (saxofone). O instrumento é muito popular na Inglaterra, que tem os melhores tocadores de sax que existem, a ponto de, no passado, terem espalhado anglo-saxões (ingleses que tocam sax) pelo mundo todo. Uma praga!