Seja Sócio Fórum
25 de janeiro de 2019, 10h49

Receita Federal fará pente-fino nas contas de Michelle e Flávio Bolsonaro

As informações foram fornecidas ao El País por três auditores fiscais que trabalham em Brasília e no Rio de Janeiro. Oficialmente, a Receita diz que não pode confirmar a apuração porque incorreria no delito de quebra de sigilo fiscal dos contribuintes.

Reprodução
Reportagem de Afonso Benites, na edição desta quinta-feira (24) do jornal El País, revela que a primeira-dama, Michelle, e o filho de Jair, Flávio Bolsonaro (PSL/RJ), serão alvos de um pente-fino da Receita Federal. Segundo a reportagem, a Receita vai se debruçar nas próximas semanas sobre as declarações de bens de 27 deputados estaduais e 75 funcionários e ex-servidores da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Entre os parlamentares investigado está o deputado Flávio Bolsonaro. Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais A abertura de apuração ocorreu depois que...

Reportagem de Afonso Benites, na edição desta quinta-feira (24) do jornal El País, revela que a primeira-dama, Michelle, e o filho de Jair, Flávio Bolsonaro (PSL/RJ), serão alvos de um pente-fino da Receita Federal.

Segundo a reportagem, a Receita vai se debruçar nas próximas semanas sobre as declarações de bens de 27 deputados estaduais e 75 funcionários e ex-servidores da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Entre os parlamentares investigado está o deputado Flávio Bolsonaro.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

A abertura de apuração ocorreu depois que Flávio, em entrevistas, passou a justificar que a sua atípica movimentação financeira aconteceu porque ele comprou e vendeu um imóvel. O parlamentar recebeu 96.000 reais em depósitos fracionados de 2.000 reais, além do pagamento de um título bancário da Caixa no valor de 1 milhão de reais.

Michelle será investigada por receber R$ 24 mil em depósitos feitos por Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio. A Receita quer saber se Flávio e os outros investigados teriam sonegado impostos.

As informações foram fornecidas ao El País por três auditores fiscais que trabalham em Brasília e no Rio de Janeiro. Oficialmente, a Receita diz que não pode confirmar a apuração porque incorreria no delito de quebra de sigilo fiscal dos contribuintes.

Leia a reportagem no site do El País.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum