Imprensa livre e independente
08 de outubro de 2014, 14h46

Rede Sustentabilidade libera Marina Silva para apoiar Aécio Neves

Partido liderado pela ex-presidenciável diz que sua posição é pela "não continuidade" do atual governo.

Partido liderado pela ex-presidenciável diz que sua posição é pela “não continuidade” do atual governo Por Redação A Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva, se reuniu na terça-feira (7) e decidiu que a candidata derrotada à presidência da República está livre para confirmar o seu apoio à candidatura de Aécio Neves (PSDB). Walter Feldman, que foi coordenador-geral da campanha de Marina, declarou que a executiva da Rede optou por uma posição “pela não continuidade do atual governo”. Segundo Feldman, que é próximo dos principais quadros políticos do PSDB, “é preciso uma mudança, mas uma mudança qualificada”. A decisão da Rede deve...

Partido liderado pela ex-presidenciável diz que sua posição é pela “não continuidade” do atual governo

Por Redação

A Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva, se reuniu na terça-feira (7) e decidiu que a candidata derrotada à presidência da República está livre para confirmar o seu apoio à candidatura de Aécio Neves (PSDB).

Walter Feldman, que foi coordenador-geral da campanha de Marina, declarou que a executiva da Rede optou por uma posição “pela não continuidade do atual governo”. Segundo Feldman, que é próximo dos principais quadros políticos do PSDB, “é preciso uma mudança, mas uma mudança qualificada”. A decisão da Rede deve ser confirmada nesta quarta-feira.

A ex-presidenciável Marina Silva também participou da reunião e, de acordo com Feldman, a decisão dela segue na mesma linha da Rede, de não apoiar a continuidade do atual governo federal.

De acordo com informações, a executiva do partido deve optar pela neutralidade e liberar os militantes para fazerem suas escolhas. Pessoalmente, Marina Silva deve declarar apoio a Aécio Neves, mas, como condição, quer que o tucano assuma dois compromissos que constam em seu programa de governo: fim da reeleição e manutenção dos programas sociais.

Veja também:  Bolsonaro diz que Folha de S.Paulo é 100% fake news

Também deve ser anunciada entre quarta e quinta-feira a decisão do PSB nacional que, ao que tudo indica, vai embarcar na candidatura tucana. Outro anúncio que tem gerado expectativa é de Renata Campos, viúva de Eduardo Campos, que, segundo especulações, também deve apoiar Aécio Neves.

Foto: TV Cultura 

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum