11 de dezembro de 2018, 22h38

Relatório indica que ex-assessor de Flávio Bolsonaro recebia depósitos em dias de pagamento na Alerj

De acordo com a Coaf, nove ex-assessores do filho do presidente eleito repassaram dinheiro para Fabrício de Queiroz

Foto: Reprodução/Facebook

O relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) aponta que a maioria dos depósitos em espécie na conta de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, coincide com as datas de pagamento na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Além disso, o documento mostra que nada menos do que nove ex-assessores do filho do presidente eleito repassaram dinheiro para o motorista, de acordo com informações do Jornal Nacional, da Rede Globo.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Segundo o cruzamento das datas dos depósitos em dinheiro nas contas do ex-assessor com os dias de pagamento dos salários da Alerj, entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, em praticamente todos os meses, a maior parte do dinheiro entra na conta de Queiroz no mesmo dia ou poucos dias após os servidores receberem o pagamento.

O relatório do Coaf indica, ainda, que nas movimentações financeiras na conta do ex-motorista há nove pessoas que foram ou são funcionários da Assembleia Legislativa.

O documento da Coaf levanta a hipótese de que os saques e os depósitos tenham sido efetuados com o objetivo de esconder a origem ou o destino final do dinheiro que passava todos os meses pela conta de Queiroz.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais