Imprensa livre e independente
24 de janeiro de 2019, 09h28

Requião: “Imaginem um país governado por milicianos, reféns de quadrilhas do mercado financeiro e militares entreguistas?”

Um dos principais articuladores no Senado contra o golpe parlamentar que destituiu do poder a presidenta Dilma Rousseff (PT), em 2016, Requião mostra que mesmo sem ser reeleito, fará forte oposição às políticas conservadoras e entreguistas de Bolsonaro.

Reprodução/Twitter
Com voz ativa na oposição ao governo Jair Bolsonaro (PSL), o senador Roberto Requião (MDB/PR) lançou uma indagação nesta quarta-feira (23) pelo Twitter após a divulgação de notícias que ligam Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) às milícias cariocas. “Imaginem um país governado por milicianos, de repente descobertos, e por isto reféns de quadrilhas do mercado financeiro e militares entreguistas?”, indagou, respondendo com ironia.”Só imaginem! Porque isto não pode acontecer”. Imaginem um país governado por milicianos, de repente descobertos, e por isto reféns de quadrilhas do mercado financeiro e militares entreguistas? Só imaginem! Porque isto não pode acontecer. pic.twitter.com/Vnszvryxqd — Roberto Requião (@requiaopmdb)...

Com voz ativa na oposição ao governo Jair Bolsonaro (PSL), o senador Roberto Requião (MDB/PR) lançou uma indagação nesta quarta-feira (23) pelo Twitter após a divulgação de notícias que ligam Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) às milícias cariocas.

“Imaginem um país governado por milicianos, de repente descobertos, e por isto reféns de quadrilhas do mercado financeiro e militares entreguistas?”, indagou, respondendo com ironia.”Só imaginem! Porque isto não pode acontecer”.

Um dos principais articuladores no Senado contra o golpe parlamentar que destituiu do poder a presidenta Dilma Rousseff (PT), em 2016, Requião mostra que mesmo sem ser reeleito, fará forte oposição às políticas conservadoras e entreguistas de Bolsonaro.

“Me opus a eleição do Bolso pela sua homofobia,entreguismo, retirada de direitos, fundamentalismo primitivo, incompetência evidente. Por que devo esperar 100 dias, para denunciar barbaridades do governo? Só então protestar diante de fatos consumados? Isto não me parece acertado!”, afirma, em tuite de 8 de janeiro, fixado no topo da sua página.

Em seu último discruso no Senado, no dia 11 de dezembro de 2018, tuitado nesta quarta-feira (23), um Requião emocionado diz que “enquanto respirar, viverei pelo Brasil”. “Fiel a utopia que me embala desde a meninice: o sonho de um país soberano, desenvolvido e bom para todos. Brasileiros contem sempre comigo enquanto eu viver”.

Veja também:  Milícia bolsonarista nas redes faz MBL perder mais de 50 mil seguidores

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum