Imprensa livre e independente
20 de março de 2018, 15h30

Riachuelo sofre boicote após receber apoio do MBL e por apoiar retirada de direitos

Consumidores lembraram casos de exploração dos trabalhadores de confecções contratadas pelo empresário Flávio Rocha, dono da rede de lojas

Por RBA Cresce nas redes sociais críticas à loja de departamento Riachuelo por conta do histórico do proprietário Flávio Rocha em defesa de pautas conservadoras. Na última segunda-feira (19), ele recebeu apoio do grupo de extrema-direita Movimento Brasil Livre (MBL) a uma possível candidatura presidencial, o que fez aumentar a insatisfação dos consumidores. Um dos entusiastas do golpe do impeachment contra a presidenta Dilma, o empresário, se define como um liberal na economia e conservador nos costumes. Os usuários destacaram que o MBL foi um dos que espalharam acusações falsas contra a vereadora Marielle Franco, executada no Rio de Janeiro na última...

Por RBA

Cresce nas redes sociais críticas à loja de departamento Riachuelo por conta do histórico do proprietário Flávio Rocha em defesa de pautas conservadoras. Na última segunda-feira (19), ele recebeu apoio do grupo de extrema-direita Movimento Brasil Livre (MBL) a uma possível candidatura presidencial, o que fez aumentar a insatisfação dos consumidores. Um dos entusiastas do golpe do impeachment contra a presidenta Dilma, o empresário, se define como um liberal na economia e conservador nos costumes.

Os usuários destacaram que o MBL foi um dos que espalharam acusações falsas contra a vereadora Marielle Franco, executada no Rio de Janeiro na última quarta-feira (14).

Os consumidores também lembraram das denúncias trabalhistas envolvendo empresas subcontratadas pela Guararapes, controladora da Riachuelo. Em setembro de 2017, a empresa foi condenada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) a pagar R$ 37 milhões em indenização por oferecer menores salários a funcionários de confecções contratadas no interior do Rio Grande do Norte, em comparação com as remunerações recebidas pelos trabalhadores da Guararapes em Natal, estimulando a exploração e o trabalho escravo.

Veja também:  O Congresso e as ruas no governo Bolsonaro, por Rafael Moreira

Em fevereiro, a Riachuelo também foi alvo de boicote por parte da comunidade LGBT, após o empresário Flávio Rocha manifestar apoio a grupos evangélicos que são contra o casamento entre homossexuais e à educação sexual nas escolas, que os setores conservadores identificam como ideologia de gênero.

Não é a primeira vez que Rocha tenta se lançar como candidato. Em 1994, sua campanha à presidência foi interrompida após acusações de financiamento indevido.

Confira algumas críticas postadas na própria página da Riachuelo

 

riachuelo boicote

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum