Segunda Tela

31 de agosto de 2017, 14h42

Rodrigo Bocardi se desculpa ao vivo por comentário machista

O apresentador disse no ar que “donas de casa choram com cebola”. A coisa pegou mal e ele se desculpou.

O apresentador disse no ar que “donas de casa choram com cebola”. A coisa pegou mal e ele se desculpou.

Da Redação*

O apresentador Rodrigo Bocardi interrompeu brevemente o “Bom Dia SP” nesta quinta-feira (31) por uma razão inusitada. Ele se desculpou por ter dito que donas de casa choram com cebola.

“O pessoal tem razão. Por que a gente ficou falando da cebola, que a dona de casa vai chorar? Por que isso? Eu estou na cozinha sempre. E vieram alertar a gente. Fui ridículo mesmo de ter dito isso. Estou aqui assumindo essa responsabilidade”, disse.

O âncora e a parceira Gloria Vanique reconheceram o erro. “Você sabe que lá em casa o meu filho já tem panelinha para brincar. Tem que ensinar desde pequenininho”, disse Vanique.

“Quem é a dona de casa?”, perguntou Bocardi. “Tem as donas e os donos de casa”, falou Vanique. “Ou nem um nem outro. Desculpa interromper. Só esse mea culpa”, falou ele. A jornalista lembrou que o colega mesmo sabe cozinhar, e ele comentou: “E já chorei demais. E choro mesmo com prazer. Chico [Pinheiro] também. Puxa a orelha dele”.

Veja também:  Em defesa de Bolsonaro, cantor sertanejo diz que Chico Buarque já roubou muitas letras de outros e precisa se explicar

Rita Lobo envia mensagem para Bocardi

A apresentadora Rita Lobo, que apresenta o “Cozinha Prática” no GNT, brincou com Bocardi. No Twitter, ela disse: “Tô achando que o Rodrigo Bocardi está engajado na campanha da divisão estruturada das tarefas… Fora que é um grande cozinheiro!”.

“Vou cortar cebola aí pra você cozinhar!”, respondeu o jornalista da Globo. 

*Com informações do UOL

Foto: Reprodução Rede Globo

 

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum