Segunda Tela

07 de dezembro de 2017, 16h17

Roger faz postagem ironizando ato de racismo em supermercado

Não é a primeira vez que o cantor, líder da banda Ultraje a Rigor, faz ataques racistas em sua conta no Twitter

Da Redação

O cantor Roger Moreira, da banda Ultraje a Rigor, compartilhou com comentários irônicos em sua conta no Twitter, nesta quinta-feira (7), matéria da Folha onde o bacharel em direito, Alessandro Prata, é chamado em uma fila de supermercado de “negro periférico”.

Ao compartilhar a matéria, Roger escreveu: “Nossa, teve uma briga e pessoas perderam a cabeça. Pára (sic) o mundo”.

A ofensa acabou gerando uma briga e todos os envolvidos foram parar na delegacia. O caso foi registrado como injúria, e o inquérito policial irá investigar o caráter racial das agressões. O crime prevê pagamento de multa ou pena de 1 a 3 anos de prisão.

Não é a primeira vez que Roger faz ataques racistas em sua conta no Twitter. Em setembro, ele postou foto acompanhada da legenda: “Rosto médio dos assaltantes tem esse cabelo”.

Em outra postagem debochou de manchete que dizia: “800 milhões que passam fome no mundo”. No mesmo mês, ofendeu a artista plástica Adriana Varejão com imagens pornográficas.

Foto: Reprodução YouTube