14 de março de 2019, 12h13

Rompido com Dória, ex-presidente do PSDB se despede da ALESP com boina e quadro do Che

Pedro Tobias renunciou ao comando do diretório paulista dos tucanos, dizendo não aceitar ser ‘office boy’ do governador

Pedro Tobias se despede da Alesp (Reprodução/Facebook)
Aliado de primeira hora de Geraldo Alckmin, o ex-presidente do Diretório Estadual do PSDB em São Paulo, Pedro Tobias, despediu-se da Assembleia Legislativa após cinco mandatos consecutivos por meio de suas redes sociais em foto com uma boina do líder revolucionário Che Guevara – que estampa também um quadro que é parte do cenário da imagem compartilhada pelo tucano. A dois meses do fim de seu mandato, Tobias rompeu com o governador João Dória (PSDB) no dia 25 de fevereiro, quando, em reunião do diretório, renunciou ao comando do ninho paulista, dizendo não aceitar ser “office boy” do governador e...

Aliado de primeira hora de Geraldo Alckmin, o ex-presidente do Diretório Estadual do PSDB em São Paulo, Pedro Tobias, despediu-se da Assembleia Legislativa após cinco mandatos consecutivos por meio de suas redes sociais em foto com uma boina do líder revolucionário Che Guevara – que estampa também um quadro que é parte do cenário da imagem compartilhada pelo tucano.

A dois meses do fim de seu mandato, Tobias rompeu com o governador João Dória (PSDB) no dia 25 de fevereiro, quando, em reunião do diretório, renunciou ao comando do ninho paulista, dizendo não aceitar ser “office boy” do governador e do prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

Conhecido por seu temperamento explosivo, Pedro Tobias disse ainda que o PSDB de São Paulo virou “zona total”.

Nascido no Líbano, o tucano costuma contar com orgulho sobre seu passado “revolucionário” em meio ao efervescente ano de 1968, na França, onde participou da organização “Médicos sem fronteiras”. Ele se formou em Medicina por lá, antes de migrar para o Brasil.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.