Imprensa livre e independente
21 de novembro de 2018, 20h42

Ronaldinho Gaúcho tem carros de luxo e obra de arte apreendidos pela Justiça

Ex-jogador e seu irmão Assis foram condenados por crime ambiental e tiveram recolhidos duas BMW e uma Mercedes-Benz, avaliadas, inicialmente, em R$ 200 mil, e um quadro que pode valer até US$ 20 mil (R$ 75 mil)

Foto: Reprodução/YouTube O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho é alvo da Justiça. O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) cumpriu nesta quarta-feira (21) mandado de busca e apreensão em uma de suas residências, em Porto Alegre. De acordo com o site Superesportes, foram confiscados três veículos, duas BMW e uma Mercedes-Benz, avaliados, inicialmente, em R$ 200 mil, e um quadro que pode valer até US$ 20 mil (R$ 75 mil). A ação buscou reaver valores da família Assis Moreira, pois Ronaldinho Gaúcho, seu irmão Assis e a empresa Reno Construções e Incorporações foram condenados por crime ambiental pela construção ilegal...

Foto: Reprodução/YouTube

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho é alvo da Justiça. O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) cumpriu nesta quarta-feira (21) mandado de busca e apreensão em uma de suas residências, em Porto Alegre. De acordo com o site Superesportes, foram confiscados três veículos, duas BMW e uma Mercedes-Benz, avaliados, inicialmente, em R$ 200 mil, e um quadro que pode valer até US$ 20 mil (R$ 75 mil).

A ação buscou reaver valores da família Assis Moreira, pois Ronaldinho Gaúcho, seu irmão Assis e a empresa Reno Construções e Incorporações foram condenados por crime ambiental pela construção ilegal de um trapiche, em 2007, com plataforma de pesca e atracadouro na Orla do Guaíba, considerada área de preservação ambiental. Na ocasião, a montagem provocou o corte de mata nativa, drenagens e movimentação de terras sem licença.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

A sentença transitou em julgado no mês de fevereiro de 2015. Os réus não foram localizados e, portanto, intimados por edital em 2017. O valor das multas chega a um total de R$ 8,5 milhões.

Veja também:  Presidentes da UNE e da Ubes são agredidos e impedidos de falar em audiência na Câmara

Na ocasião, o desembargador Newton Fabrício disse que só foi possível intimar os irmãos quando um oficial de justiça foi até a Assembleia Legislativa durante depoimento de Roberto Assis na CPI do Instituto Ronaldinho. “Apesar de fotografados rotineiramente, em diferentes lugares do mundo, corroborando o trânsito internacional intenso mediante a juntada de Certidões de Movimentos Migratórios, os recorrentes, curiosamente, em seu país de origem, possuem paradeiro incerto e/ou não sabido”, destacou.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum