Imprensa livre e independente
09 de março de 2018, 20h15

Rosa Weber arquiva inquérito contra José Serra

Serra é acusado de ter "acertado pessoalmente" com Joesley Batista uma "contribuição" de R$20 milhões para sua campanha em 2010. Raquel Dodge, no entanto, pediu arquivamento do inquérito por prescrição e tucano não será mais investigado

Foto: Marcello Casal Jr/ABr
A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber decidiu nesta sexta-feira (9) arquivar o inquérito contra o senador José Serra (PSDB-SP), atendendo a um pedido feito em janeiro pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, de prescrição. Serra era investigado desde o Rno passado por suposto crime eleitoral e caixa 2. As acusações contra o tucano foram feitas à PGR na delação premiada do empresário Joesley Batista, do grupo J&F. Ele afirmou ter “acertado pessoalmente com Serra” uma contribuição de R$ 20 milhões para a campanha presidencial de 2010, dos quais R$ 13 milhões foram repassados como doação oficial e...

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber decidiu nesta sexta-feira (9) arquivar o inquérito contra o senador José Serra (PSDB-SP), atendendo a um pedido feito em janeiro pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, de prescrição.

Serra era investigado desde o Rno passado por suposto crime eleitoral e caixa 2. As acusações contra o tucano foram feitas à PGR na delação premiada do empresário Joesley Batista, do grupo J&F. Ele afirmou ter “acertado pessoalmente com Serra” uma contribuição de R$ 20 milhões para a campanha presidencial de 2010, dos quais R$ 13 milhões foram repassados como doação oficial e cerca de R$ 7 milhões via caixa 2.

Na manifestação, a procuradora destacou que Serra tem mais de 70 anos e, neste caso, a legislação penal prevê que o tempo de prescrição cai pela metade. Dessa forma, a pretensão punitiva prescreveu em 2016. Dodge, no pedido de arquivamento, justificou que Serra tem mais de 70 anos e que, por isso, o tempo de prescrição cairia pela metade.

Veja também:  "Comentarista" de notícias na internet é condenado por discriminação racial contra nordestinos

Via assessoria de imprensa, Serra informou “todas as suas campanhas eleitorais foram conduzidas dentro da lei, com as finanças sob responsabilidade do partido. E sem nunca oferecer nenhuma contrapartida por doações eleitorais”.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum