Imprensa livre e independente
18 de setembro de 2017, 16h59

Segura na mão de Deus: Meirelles pede “oração” pela economia brasileira

Em vídeo que circula em grupos de Whatsapp, ministro da Fazenda afirma que precisa contar com a oração de todos para que o país possa voltar a crescer. Assista  Por Redação  Henrique Meirelles, ministro da Fazenda, conta com uma ajuda divina para fazer a economia do país crescer novamente. Em um vídeo que circula em grupos de Whatsapp e nas redes sociais, ele pede orações pela economia e pela geração de empregos. “Nossa meta é fazer com que esse País volte a ter emprego. Por isso, preciso contar com a colaboração de vocês. Me sinto à vontade falando com vocês, porque temos os...

Em vídeo que circula em grupos de Whatsapp, ministro da Fazenda afirma que precisa contar com a oração de todos para que o país possa voltar a crescer. Assista 

Por Redação 

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda, conta com uma ajuda divina para fazer a economia do país crescer novamente. Em um vídeo que circula em grupos de Whatsapp e nas redes sociais, ele pede orações pela economia e pela geração de empregos.

“Nossa meta é fazer com que esse País volte a ter emprego. Por isso, preciso contar com a colaboração de vocês. Me sinto à vontade falando com vocês, porque temos os mesmos valores, a lei de Deus e dos homens. Preciso da oração de todos”, diz o ministro. No início do vídeo, ele afirma ainda que “nunca houve uma recessão como essa”.

A assessoria de imprensa do ministro informou, em nota, que a mensagem foi gravada no sábado (16) e enviada aos pastores da Assembleia de Deus em Madureira, no Rio de Janeiro, data em que haveria um evento da igreja.

Veja também:  Fórum Onze e Meia | O governo vira balbúrdia e a tsunami avança nas ruas

Assista.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum