#FÓRUMCAST
15 de Maio de 2018, 14h59

Seis ex-líderes europeus apelam para que Lula possa participar das eleições

José Luis Zapatero, François Hollande, Massimo D'Alema, Romano Prodi, Enrico Letta e Elio di Rupo participaram do manifesto “Chamada de Líderes Europeus em apoio a Lula”

O francês François Hollande e o espanhol José Luis Zapatero, ambos socialistas, manifestaram seu apoio ao ex-presidente Lula – Foto: Wikimedia Commons

De acordo com a agência de notícias EFE, seis ex-chefes de Estado e de Governo da Europa pediram nesta terça-feira (15) que o ex-presidente Lula, preso desde 7 de de abril, possa ser candidato à presidência nas próximas eleições. Entre eles, estão o espanhol José Luis Zapatero e o francês François Hollande, ambos socialistas.

No texto, ao qual a EFE teve acesso exclusivo, Zapatero, Hollande, além dos italianos Massimo D’Alema, Romano Prodi e Enrico Letta, e o belga Elio di Rupo afirmaram que “a luta legítima e necessária contra a corrupção não pode justificar uma operação que questiona os princípios da democracia e o direito dos povos a escolher seus governantes”.

“A prisão precipitada do presidente Lula, incansável artífice da diminuição das desigualdades no Brasil e defensor dos pobres, só pode suscitar nossa comoção”, destacaram. Todos foram unânimes em demonstrar “uma séria preocupação”, em relação ao impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, “democraticamente escolhida pelo seu povo e cuja integridade jamais foi posta em interdição”.

Diante desse quadro, apelaram “solenemente para que o presidente Lula possa concorrer livremente perante o sufrágio do povo brasileiro”. O manifesto recebeu o título de “Chamada de Líderes Europeus em apoio a Lula”.