Imprensa livre e independente
21 de março de 2016, 15h16

Senador Zeze Perrella, o dono do ‘helicoca’, diz que confia na Polícia Federal

Dono do helicóptero apreendido em 2013 pela mesma Polícia Federal com 450 kg de pasta base de cocaína, o senador mineiro – aliado histórico de Aécio Neves no estado – foi rapidamente inocentado; agora, entra na campanha #euconfionaPF, cujo objetivo é tirar da instituição a subordinação ao Ministério da Justiça; relembre o caso Por Redação O senador Zeze Perrella (s/part.-MG), aquele que é dono da empresa em que está registrado o helicóptero apreendido em novembro de 2013 com 450 kg de pasta base de cocaína, entrou para a campanha #euconfionaPF. Em seu perfil do Facebook, o aliado político de Aécio...

Dono do helicóptero apreendido em 2013 pela mesma Polícia Federal com 450 kg de pasta base de cocaína, o senador mineiro – aliado histórico de Aécio Neves no estado – foi rapidamente inocentado; agora, entra na campanha #euconfionaPF, cujo objetivo é tirar da instituição a subordinação ao Ministério da Justiça; relembre o caso

Por Redação

O senador Zeze Perrella (s/part.-MG), aquele que é dono da empresa em que está registrado o helicóptero apreendido em novembro de 2013 com 450 kg de pasta base de cocaína, entrou para a campanha #euconfionaPF. Em seu perfil do Facebook, o aliado político de Aécio Neves (PSDB-MG) postou uma foto em que segura uma placa com a hashtag e postou um texto explicando que defende a autonomia da Polícia Federal – a mesma instituição que apreendeu o seu helicóptero e que enterrou uma história, no mínimo, controversa.

A aeronave foi apreendida no Espírito Santo portando quase meia tonelada do material que dá origem à cocaína para consumo – mercadoria foi avaliada em mais de R$10 milhões. Ainda que houvessem, à época, inúmeras suspeitas de que o helicóptero tenha pousado em pistas sem fiscalização ao longo do território mineiro, em um suposto esquema com o governo tucano local, Perrella foi rapidamente inocentado sob a alegação de que não havia provas de envolvimento dos donos da aeronave com o transporte da droga.

Veja também:  Governo Bolsonaro e relator negociam novo texto da reforma da Previdência

Os pilotos do helicóptero – esses sim acusados de tráfico de drogas – chegaram a ser presos mas foram soltos em abril de 2014 e respondem ao processo em liberdade.

Não há, atualmente, por parte da Polícia Federal, nenhuma investigação em relação ao suposto envolvilmento da família Perrella com a droga do helicóptero e menos ainda sobre as relações dos governos tucanos em Minas Gerais com o trânsito suspeito da aeronave.

Para entender, leia também:

Quem são os Perrella, envolvidos no “escândalo do helicóptero”

Justiça manda retirar do ar matérias sobre o “helicoca”

Justiça libera acusados de tráfico em helicóptero dos Perrella

Na mídia, a história dos 450 kg de cocaína no helicóptero dos Perrella virou pó

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum