20 de fevereiro de 2019, 00h19

Senadores querem ouvir Damares Alves e Sérgio Moro

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos vai à Comissão de Direitos Humanos do Senado na quinta-feira (21). Senadores também decidiram convidar Sérgio Moro para falar sobre o pacote anticrime, mas não há data para a reunião

Foto: Agência Brasil
A Comissão de Direitos Humanos do Senado vai ouvir, na quinta-feira (21), a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Os senadores querem ouvir a ministra sobre as prioridades do ministério para a área. O convite foi aprovado após requerimento do senador Paulo Paim (PT-RS), presidente da comissão. Antes de ser ministra, Damares costumava assessorar o ex-senador Magno Malta (PR-ES) em assuntos da comissão. Os parlamentares também decidiram convidar o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para falar sobre seu pacote anticrime. A data ainda não foi definida. O pacote de Moro foi entregue nesta terça...

A Comissão de Direitos Humanos do Senado vai ouvir, na quinta-feira (21), a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Os senadores querem ouvir a ministra sobre as prioridades do ministério para a área.

O convite foi aprovado após requerimento do senador Paulo Paim (PT-RS), presidente da comissão. Antes de ser ministra, Damares costumava assessorar o ex-senador Magno Malta (PR-ES) em assuntos da comissão.

Os parlamentares também decidiram convidar o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para falar sobre seu pacote anticrime. A data ainda não foi definida.

O pacote de Moro foi entregue nesta terça (19) ao Congresso Nacional fatiado em três textos. A proposta de criminalização do caixa 2, assunto espinhoso a ser discutido com os parlamentares, foi mandada em separado das medidas relacionadas ao combate à criminalidade.

Essa parte do pacote tem pontos polêmicos, como a possibilidade de redução ou até isenção de pena para o policial que matar em serviço.