Quilombo

31 de maio de 2012, 06h31

Serra, pauteiro da revista Veja?

Esta informação da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo (ver aqui), coloca mais um dado importante na polêmica Gilmar Mendes/Lula/Jobim: uma ligação de José Serra para Nelson Jobim para que ele desse seu testemunho da reunião para a revista Veja.

Apesar do pouco destaque dado pela mídia (foi uma pequena nota em uma seção com cara de colunismo social no caderno de cultura e variedades), ela dá indícios fortes de que toda a ação – a fala de Mendes, a “reportagem” da revista Veja e o escândalo provocado a partir disto – é fruto de uma armação em que o tucano está no centro. Afinal de contas, José Serra virou pauteiro da revista Veja?

Mas parece que o tiro saiu pela culatra, pois Jobim desmentiu Mendes. Na nota do portal UOL: “Escaldado, Jobim disse não ter presenciado nada beligerante na conversa entre os dois, que ocorreu em seu escritório, em Brasília.”

À medida que o tempo vai passando, a tentativa de um novo escândalo para envolver o PT vai se esvaziando e o centro de tudo, o ministro Gilmar Mendes se enrola em novas explicações que mais parecem aquelas embromações de aluno não preparado em provas dissertativas.

Mas o mais grave de tudo isto é o ativismo de um ministro do Supremo e uma revista de informação em prol de um partido político, com a participação direta de uma liderança deste partido. Isto é um escândalo que deveria ser investigado, mas provavelmente será abafado pelo PIG.