Imprensa livre e independente
01 de abril de 2014, 10h27

Síria registra mais de 150 mil mortos desde março de 2011

Segundo os números da organização, morreram 37.781 combatentes pela oposição e 58.480 combatentes do lado do governo, incluindo 35 mil soldados. Pelo menos 8 mil crianças teriam perdido a vida

Segundo os números da organização, morreram 37.781 combatentes pela oposição e 58.480 combatentes do lado do governo, incluindo 35 mil soldados. Pelo menos 8 mil crianças teriam perdido a vida Da Agência Brasil* Mais de 150 mil pessoas foram mortas desde o início do conflito na Síria, em março de 2011, de acordo com balanço divulgado hoje (1º) pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), organização não governamental com sede em Londres.  O levantamento mostra que estão documentadas mortes de 150.344 pessoas, das quais 51.212 são civis, incluindo cerca de 8 mil crianças. Segundo os números da organização, morreram 37.781...

Segundo os números da organização, morreram 37.781 combatentes pela oposição e 58.480 combatentes do lado do governo, incluindo 35 mil soldados. Pelo menos 8 mil crianças teriam perdido a vida

Da Agência Brasil*

Mais de 150 mil pessoas foram mortas desde o início do conflito na Síria, em março de 2011, de acordo com balanço divulgado hoje (1º) pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), organização não governamental com sede em Londres.  O levantamento mostra que estão documentadas mortes de 150.344 pessoas, das quais 51.212 são civis, incluindo cerca de 8 mil crianças.

Segundo os números da organização, morreram 37.781 combatentes pela oposição e 58.480 combatentes do lado do governo, incluindo 35 mil soldados. O Observatório contabilizou ainda 2.871 mortos que não foi possível identificar.

A guerra civil na Síria começou em 201, com protestos populares pacíficos contra o regime do presidente Bashar Al Assad, que foram reprimidos até se transformar no conflito generalizado que dura mais de três anos.

Veja também:  Em meio a escândalo, Bolsonaro passa mais de 24 horas em silêncio

*Com informações da Agência Lusa

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum