07 de janeiro de 2016, 15h34

Site de relacionamentos para brancos gera discussão nos EUA

A proposta da página é facilitar encontros com homens e mulheres de cor branca e não oferece ao usuário a possibilidade de realizar buscas homossexuais.

A proposta da página é facilitar encontros com homens e mulheres de cor branca e não oferece ao usuário a possibilidade de realizar buscas homossexuais

Por Redação

O site de relacionamentos White People Meet tem gerado discussão nos Estados Unidos. A proposta da página é facilitar encontros com homens e mulheres de cor branca. Ela também pode ser usada por negros que tenham interesse em conhecer pessoas brancas. No entanto, não oferece a possibilidade de realizar buscas homossexuais, por exemplo.

Em entrevista ao Washington Post, o criador Sam Russell negou qualquer motivação racista e disse que a iniciativa surgiu após reparar que muitos comerciais sobre sites de encontros eram protagonizados por pessoas negras na TV. “O site é para oferecer oportunidades iguais”, afirmou.

O White People Meet cobra uma mensalidade de 4 dólares para que os usuários possam trocar mensagens entre si. Após a reportagem publicada pelo Washington Post, internautas ironizaram e mostraram repúdio à ideia de Russell.

Foto de capa: Reprodução