ASSISTA
10 de dezembro de 2013, 12h27

Sorteio da Copa: teoria da conspiração ou armação?

Vídeo acusa o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, de manipular os resultados do chaveamento do campeonato

Vídeo acusa o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, de manipular os resultados do chaveamento do campeonato

Por Redação

Um vídeo publicado no Youtube no dia 6 fez sucesso ao denunciar uma suposta fraude no sorteio da Copa 2014. Com mais de cinco milhões de visualizações, o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, é acusado de manipular o chaveamento. Nas imagens, ele abre a bolinha sorteada em frente às câmeras, mas abre o papel atrás da mesa. Seria nesse momento que Valcke teria alterado os resultados.

O vídeo também aponta que as bolinhas selecionadas por Fernanda Lima e Cafu são manuseadas no campo de visão do público, porque não precisariam ser alteradas. Outra curiosidade é notada: os papéis exibidos por Fernanda voltam a enrolar sozinho, enquanto os de Valcke permanecem esticados. Sendo assim, os papéis que não voltam a enrolar estavam fora da bolinha sorteada.

Uma conta no Twitter também acusou o sorteio de armação. O perfil “Brasil 2014 Fraude” publicou com exatidão um grupo da Copa: Argentina, Nigéria, Irã e Bósnia. O autor da página lamentou que a FIFA atue em função de interesses econômicos, mas garantiu que não quer acabar com a euforia em torno do mundial.