Imprensa livre e independente
14 de maio de 2019, 13h30

Sou apenas uma professora pelancuda, pelada e comunista doutrinando alunos, por Mara Telles

Não tenho esperança no povo que elegeu um Fascista, nem nos partidos nem nos jovens individualistas lacradores

Por Mara Telles* no Facebook Não levem a sério meus posts nestes dias. Eu tô com muita raiva e me sentindo impotente. Trabalhei desde os 16 anos. Sempre sem carteira assinada. Fui bolsista de Iniciação Científica. Depois Bolsa de Aperfeiçoamento, que nem existe mais. Após, bolsa de Mestrado e Doutorado. Enquanto fazia pesquisas, nunca me lembrei de pagar INSS. Fui bolsista de ProDoc no Nordeste, Programa que nem existe mais. Passei a vida feito caixeiro viajante, em busca de oportunidades de trabalho e com minha filha na mala. Rodei o Brasil: onde tinha dinheiro, eu corria atrás. Fui de SP...

Por Mara Telles* no Facebook

Não levem a sério meus posts nestes dias. Eu tô com muita raiva e me sentindo impotente. Trabalhei desde os 16 anos. Sempre sem carteira assinada. Fui bolsista de Iniciação Científica. Depois Bolsa de Aperfeiçoamento, que nem existe mais. Após, bolsa de Mestrado e Doutorado.

Enquanto fazia pesquisas, nunca me lembrei de pagar INSS. Fui bolsista de ProDoc no Nordeste, Programa que nem existe mais. Passei a vida feito caixeiro viajante, em busca de oportunidades de trabalho e com minha filha na mala. Rodei o Brasil: onde tinha dinheiro, eu corria atrás. Fui de SP ao Nordeste.

Passei num concurso pra Federal, embora ganhasse o triplo no mercado, em São Paulo. Fiz pós-doutorado, com bolsa da Capes e da Espanha. Voltei várias vezes praquele pais com recursos da Espanha.

Hoje não tenho nada.

Não sobrou uma só pedrinha pra pagar os estagiários de pesquisa. A grana sumiu. Ganho muito menos que se estivesse optado por continuar no mercado. Um agregado do Ministro diz que somos ensinadores de Pedofilia e Incesto. Outro diz que estamos pelados, apesar de eu ter pelancas soltas por ficar horas sentadas defronte ao computador.

Veja também:  "Eu poderia ter discutido a minha volta para fazer mais", diz Lula sobre eleições de 2014

Não tenho esperança no povo que elegeu um Fascista, nem nos partidos nem nos jovens individualistas lacradores.

Eu só sinto raiva e impotência por ter passado a vida toda dedicada à pesquisa e terminar minha vida pobre, falida, acusada de “incesto” pelo governo, processada pela universidade por não me “dedicar” exclusivamente a ela, sem nenhuma esperança de sair do cheque especial.

O mundo que eu vivia acabou. Eu não sirvo mais pro meu país. Sou apenas uma professora pelancuda, pelada e Comunista doutrinando alunos. Quem não se toca em ser descrito assim não tem mais alma.

Fim.

*Professora no Programa de Pós-Graduação em Ciência Política/Fafich/UFMG

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum