Imprensa livre e independente
05 de janeiro de 2016, 12h15

Sozinha, esposa de Alckmin já usou aeronaves do governo de SP mais vezes que todos os secretários juntos

Entre 2011 e 2015, Lu Alckmin fez 132 deslocamentos em jatos e helicópteros oficiais - perto do dobro dos 76 voos realizados por secretários e auxiliares de governo

Entre 2011 e 2015, Lu Alckmin fez 132 deslocamentos em jatos e helicópteros oficiais – perto do dobro dos 76 voos realizados por secretários e auxiliares de governo Por Redação A primeira-dama do estado de São Paulo, Lu Alckmin, fez mais viagens utilizando aeronaves do governo do que os próprios secretários que auxiliam o governador Geraldo Alckmin (PSDB). De acordo com informações obtidas pelo jornal Folha de S. Paulo via Lei de Acesso à Informação, a presidenta do Fundo Social de Solidariedade de São Paulo foi a passageira principal de 132 deslocamentos feitos em jatos e helicópteros oficiais entre 2011...

Entre 2011 e 2015, Lu Alckmin fez 132 deslocamentos em jatos e helicópteros oficiais – perto do dobro dos 76 voos realizados por secretários e auxiliares de governo

Por Redação

A primeira-dama do estado de São Paulo, Lu Alckmin, fez mais viagens utilizando aeronaves do governo do que os próprios secretários que auxiliam o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

De acordo com informações obtidas pelo jornal Folha de S. Paulo via Lei de Acesso à Informação, a presidenta do Fundo Social de Solidariedade de São Paulo foi a passageira principal de 132 deslocamentos feitos em jatos e helicópteros oficiais entre 2011 e 2015. O número representa praticamente o dobro das viagens feitas pelos secretários de Alckmin nessas aeronaves. Juntos, eles realizaram 76 voos.

“Dona Lu desenvolve um amplo trabalho voluntário, com agenda transparente”, justificou o governo em nota. Além da esposa de Alckmin, a Lei de Acesso à Informação indica que foram disponibilizadas aeronaves oficiais do governo para pessoas de fora da administração estadual. São os casos de empréstimos de jatos a políticos como o senador Aécio Neves (PSDB-MG), o ex-premiê britânico Tony Blair e o senador Delcídio do Amaral (PT-MS).

Veja também:  Política econômica de Bolsonaro-Guedes destruirá o Brasil, por Gleisi Hoffmann

Foto: Divulgação/PSDB

 

 

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum