23 de novembro de 2018, 11h18

SPC afirma que Brasil tem 5,5 milhões de idosos, entre 65 e 84 anos, endividados

O estudo mostra ainda que a inadimplência geral cresceu 4,22% entre setembro e outubro, subindo de 62,4 milhões para 62,8 milhões de brasileiros com o nome sujo.

Reprodução/Arquivo

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) divulgou estudo nesta sexta-feira (23) mostrando que o Brasil tem 5,5 milhões de idosos, com idade entre 65 e 84 anos, com dívidas. Segundo o órgão, o número de idosos incapazes de quitarem suas dívidas representa 32% do total. Os dados são do mês de outubro.

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, o superintendente de finanças do SPC, Flávio Borges, diz que há duas explicações para o endividamento nesta faixa etária: com a crise, muitos idosos continuam no mercado de trabalho, e portanto estão mais sujeitos a contratarem crédito; e, como os aposentados têm mais facilidade em conseguir empréstimo, acabam se endividando em nome da família.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

“Em uma casa em que há pessoas na informalidade, desempregadas e sem renda, o CPF do aposentado é o único capaz de comprovar uma renda. A aquisição de empréstimo consignado, embora não implique endividamento, significa comprometimento da renda e maior facilidade para não conseguir quitar os compromissos.”

O estudo mostra ainda que a inadimplência geral cresceu 4,22% entre setembro e outubro, subindo de 62,4 milhões para 62,8 milhões de brasileiros com o nome sujo.

A maior parte dos inadimplentes está concentrada entre os brasileiros com idade entre 30 e 39 anos, que somam 17,9 milhões de consumidores e representam mais da metade (52%) dos brasileiros com essa idade.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais