Imprensa livre e independente
27 de fevereiro de 2019, 15h40

STF determina arquivamento de inquérito contra Lindbergh Farias

Após seis anos da abertura do inquérito pelos supostos crimes de fraudes em licitações, corrupção e de responsabilidade não foram apresentados indícios suficientes contra o ex-senador

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu pelo arquivamento do inquérito contra o ex-senador Lindbergh Farias (PT-RJ). Ele era investigado por supostas irregularidades em obras públicas durante o período em que foi prefeito de Nova Iguaçu (RJ), entre 2005 e 2010. Conforme o ministro, após seis anos da abertura do inquérito pelos supostos crimes de fraudes em licitações, corrupção e de responsabilidade não foram apresentados indícios suficientes contra o ex-senador. “Declaro a prescrição dos crimes previstos nos arts. 89 e 90 da Lei nº 8.666/93 (sobre licitações) (…) e acolho as razões da Procuradoria-Geral da República quanto à...

Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu pelo arquivamento do inquérito contra o ex-senador Lindbergh Farias (PT-RJ). Ele era investigado por supostas irregularidades em obras públicas durante o período em que foi prefeito de Nova Iguaçu (RJ), entre 2005 e 2010.

Conforme o ministro, após seis anos da abertura do inquérito pelos supostos crimes de fraudes em licitações, corrupção e de responsabilidade não foram apresentados indícios suficientes contra o ex-senador.

“Declaro a prescrição dos crimes previstos nos arts. 89 e 90 da Lei nº 8.666/93 (sobre licitações) (…) e acolho as razões da Procuradoria-Geral da República quanto à ausência de elementos mínimos de materialidade e autoria delitiva em relação aos demais crimes, razão pela qual determino o arquivamento deste inquérito instaurado em face do investigado Luiz Lindbergh Farias sem prejuízo da reabertura das investigações em relação aos crimes não prescritos, caso surjam novos elementos de prova”, declarou Gilmar.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Veja também:  Repreendido mais uma vez por Paulo Guedes, Bolsonaro minimiza manifestações do dia 26

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum