Imprensa livre e independente
15 de agosto de 2018, 22h22

Suíça envia documentos que reforçam suposta propina à campanha de Serra

Novos documentos enviados por autoridades suíças mostram depósitos de valores que seriam propina da Odebrecht em uma conta gerida pela filha de José Serra

José Serra. Foto: Agência Senado
Autoridades da Suíça enviaram para a procuradoria-geral da República, no final de junho, documentos que mostram o caminho do dinheiro que investigadores suspeitam ser propina da Odebrecht paga ao senador José Serra (PSDB). Os recursos teriam sido utilizados em forma de caixa 2 para a campanha do tucano ao governo do estado em 2006. As novas informações foram anexados a um inquérito contra Serra que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). Os documentos que chegaram recentemente mostram, através de evidências como e-mails, que a offshore Circle Technical Compan, empresa conhecida como repassadora de propinas da Odebrecht, fez depósitos de 400...

Autoridades da Suíça enviaram para a procuradoria-geral da República, no final de junho, documentos que mostram o caminho do dinheiro que investigadores suspeitam ser propina da Odebrecht paga ao senador José Serra (PSDB). Os recursos teriam sido utilizados em forma de caixa 2 para a campanha do tucano ao governo do estado em 2006.

As novas informações foram anexados a um inquérito contra Serra que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

Os documentos que chegaram recentemente mostram, através de evidências como e-mails, que a offshore Circle Technical Compan, empresa conhecida como repassadora de propinas da Odebrecht, fez depósitos de 400 mil euros em uma conta na Suíça que tinha entre os administradores Verônica Serra, filha de José Serra.

Leia também
Dados da Suíça apontam suposto esquema envolvendo Arnaldo Cezar Coelho e Serra

O inquérito é baseado na delação de Pedro Novis, que já foi presidente da Odebrecht. Ele afirmou aos investigadores que foram repassados à campanha de Serra, de maneira ilegal, R$4,5 milhões.

Veja também:  Em nota, Glenn diz que Globo prefere "abafar, aos invés de revelar, os desvios da Lava Jato e Moro"

Em nota, tanto Serra quanto a filha negaram qualquer envolvimento em repasses ilícitos.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum