08 de abril de 2018, 18h15

Suplicy responde críticas de Dom Odilo e compara missa para Dona Marisa a ato para Herzog em 76

Dom Odilo disse lamentar a instrumentalização política do ato religioso de sábado nos Metalúrgicos

O Cardeal Arcebispo Metropolitano de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, soltou nota na sua conta do Facebook dizendo que lamenta a instrumentalização política do ato religioso deste sábado em homenagem à Dona Marisa. A nota sofreu diversas críticas de internautas e foi respondida pelo vereador de São Paulo, Eduardo Suplicy, que a comparou com a ato ecumênico para o jornalista Vadimir Herzog, celebrado por Dom Paulo Evaristo Arns e o rabino Henry Sobel.

Veja abaixo a nota de Dom Odilo

Sobre o ato religioso realizado ontem na frente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a assessoria de imprensa da Arquidiocese de São Paulo esclarece que:
1. Não se tratou de Missa, mas de um ato ecumênico;
2. Foi iniciativa pessoal de quem promoveu o ato;
3. Não houve participação da CNBB nem da arquidiocese de São Paulo;
4. O ato aconteceu fora da jurisdição e responsabilidade do arcebispo e da arquidiocese de São Paulo;
O arcebispo de São Paulo lamenta a instrumentalização política do ato religioso.

A nota foi muito criticada. Veja abaixo alguns comentários: