15 de março de 2019, 10h35

Suspeitos do assassinato de Marielle são apoiadores de Bolsonaro, afirma Veja

Os dois faziam referência a Bolsonaro em seus ícones de Whatsapp. Élcio Queiroz tinha o slogan “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos” no app. Ronnie Lessa não colocava sua foto, mas a de Bolsonaro

Foto: Reprodução
Ronnie Lessa e Élcio Queiroz, os milicianos presos pelo assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, são admiradores do presidente Jair Bolsonaro, de acordo com a coluna Radar, da Veja. Queiroz tirou foto com Bolsonaro e a postou, no último dia 4 de outubro, às vésperas do primeiro turno da eleição presidencial. O perfil foi retirado do ar na última terça-feira (12). Queiroz e Bolsonaro. Foto: Reprodução Dias antes, em 25 de setembro, o mesmo perfil postou uma gravação de um show de Paulo Ricardo com a legenda “Homenagem de Paulo Ricardo (RPM) ao Capitão Bolsonaro!” Os dois faziam referência a...

Ronnie Lessa e Élcio Queiroz, os milicianos presos pelo assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, são admiradores do presidente Jair Bolsonaro, de acordo com a coluna Radar, da Veja.

Queiroz tirou foto com Bolsonaro e a postou, no último dia 4 de outubro, às vésperas do primeiro turno da eleição presidencial. O perfil foi retirado do ar na última terça-feira (12).

Queiroz e Bolsonaro. Foto: Reprodução

Dias antes, em 25 de setembro, o mesmo perfil postou uma gravação de um show de Paulo Ricardo com a legenda “Homenagem de Paulo Ricardo (RPM) ao Capitão Bolsonaro!”

Os dois faziam referência a Bolsonaro em seus ícones de Whatsapp. Élcio Queiroz tinha o slogan “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos” no app.

Ronnie Lessa, que era vizinho do presidente, não colocava sua foto no perfil, mas a de Bolsonaro.