22 de maio de 2018, 09h30

Tacla Duran usa denúncia contra MP de SP para atacar República de Curitiba

MP de São Paulo tentou coagir Bodin a envolver o nome de Kassab em acordo de delação

O advogado Rodrigo Tacla Duran voltou a tuitar críticas à Operação Lava Jato. Desta vez, o ex-funcionário da Odebrecht, que está na Espanha, relacionou o caso do ex-subsecretário da Receita Municipal de São Paulo, Ronilson Rodrigues, com o modus operandi dos promotores de Curitiba. Duran escreveu: “Qualquer semelhança não é mera coincidência”. QUALQUER SEMELHANÇA NÃO É MERA COINCIDÊNCIA… https://t.co/6ASzqCIgZH #tacladuran pic.twitter.com/QRiOXDWGd3 — Rodrigo Tacla Duran (@TaclaDuran) 22 de maio de 2018 Ronilson acusou o promotor do Ministério Público Roberto Bodin de tentar coagi-lo a envolver o nome do ex-prefeito e ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, em seu acordo...

O advogado Rodrigo Tacla Duran voltou a tuitar críticas à Operação Lava Jato. Desta vez, o ex-funcionário da Odebrecht, que está na Espanha, relacionou o caso do ex-subsecretário da Receita Municipal de São Paulo, Ronilson Rodrigues, com o modus operandi dos promotores de Curitiba. Duran escreveu: “Qualquer semelhança não é mera coincidência”.

Ronilson acusou o promotor do Ministério Público Roberto Bodin de tentar coagi-lo a envolver o nome do ex-prefeito e ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, em seu acordo de delação. Como ele não tinha nada contra Kassab, o seu acordo não foi aceito.

Em delação premiada, na última semana, Vinícius Claret e Cláudio de Souza afirmaram que pagavam US$ 50 mil mensais ao advogado Antonio Figueiredo Basto em troca de proteção, confirmando depoimento de Tacla Duran. No dia seguinte, Duran tuitou a provocação: “Panela de Curitiba ferve”.